Como abrir uma franquia? Descubra aqui os 6 passos necessários!

Como abrir uma franquia

Por Artigo de Wallace Castro. Postado em 18/10/2017. Última atualização em 18/10/2017.

Tempo estimado de leitura: 10 minutos.

Nada como abrir um negócio: gerir um empreendimento significa ter maior autonomia sobre o próprio trabalho e mais controle sobre a própria rotina.

Mas você sabia que esse sonho tem tudo para se tornar realidade? Se você nunca pensou em abrir uma franquia, nós viemos para mostrar que essa pode ser a solução para fazer o que você gosta, ganhar mais dinheiro e ter ainda mais tempo para ficar com a família.

E acredite: os benefícios das franquias são ainda maiores quando o empreendimento é digital.

Mas como abrir uma franquia?

Será que a burocracia é grande?

É preciso um considerável investimento?

Por onde começar?

Para solucionar essas e outras dúvidas, listamos a seguir os 6 passos mais importantes para investir em um negócio com toda a segurança!

CONTINUAR LENDO

1. Pense no tipo de negócio você gostaria de abrir

Pode parecer desnecessário pensar no seu gosto como empreendedor, mas saiba que isso vai fazer toda a diferença lá na frente.

Por mais que você conheça franquias de sucesso, é preciso, antes de qualquer decisão, pensar no tipo de negócio que gostaria de abrir.

Isso é importante porque você precisará investir, gerenciar e administrar um negócio, fazendo com que ele seja bem-sucedido.

E será ainda melhor se esse empreendimento também tiver a sua cara, não é mesmo? Portanto, em vez de sair procurando uma franquia apenas por questões financeiras ou por serem negócios que estão na moda, invista seu tempo em algo que você realmente goste e com o qual se sinta confortável em trabalhar.

2. Como abrir uma franquia observando o mercado local

Se pretende abrir um negócio na região em que vive, procure observar o mercado local.

Verifique se há demanda e espaço para o tipo de serviço ou produto que está pensando em oferecer.

Como pode imaginar, não se trata de algo feito rapidamente, mas é essencial observar todos os detalhes para garantir que você conquiste uma boa fatia do mercado quando abrir as portas.

Há muitas franquias digitais na região, por exemplo? Acha que essa pode ser uma forma inovadora de oferecer serviços em sua localidade? Enquanto houver dúvidas, pesquise.

3. Faça o cadastramento

Em geral, o cadastro é o primeiro passo que se costuma dar quando o assunto é abrir uma franquia.

Mas achamos que, antes disso, vale a pena pensar melhor em suas prioridades e seus interesses como empreendedor, pesquisar o mercado e, só então, efetivá-lo.

Mas o que é esse tal cadastro? Vamos a ele! Normalmente, a franqueadora disponibiliza uma ficha, até mesmo pela internet, para que você responda, no intuito de identificar o seu perfil e os seus interesses.

Procure responder com bastante atenção às perguntas e toda a honestidade.

Esse cadastro ajudará a franqueadora a analisar se você se encaixa no perfil dos demais franqueados e se, assim como eles, está apto a tocar o tipo de negócio que procura.

4. Converse com os franqueados

Quem abre uma empresa precisa estar sempre fortalecendo o networking.

E, no caso de uma franquia, conhecer outros franqueados pode ser uma boa estratégia para estar sempre recolhendo informações sobre o negócio e pensando em ações de marketing e divulgação que favoreçam a todos.

Antes de abri-la, porém, a preocupação é outra.

A ideia é conversar com franqueados para saber se as relações com a franqueadora são tranquilas, se há diálogo e se o negócio é, de fato, rentável no dia a dia.

Faça perguntas como:

  • Qual investimento inicial foi feito?
  • É preciso seguir com rigor a lista de fornecedores?
  • Há períodos do ano em que há mais ou menos procura pelos serviços oferecidos?
  • Como é o contato com a franqueadora?
  • treinamento oferecido pela franqueadora antes de iniciar a operação?
  • A franqueadora investe em melhorias constantemente?
  • Qual a tecnologia utilizada pela franqueadora?
  • Quanto fatura o melhor franqueado e o pior?

Procure conversar com pelo menos três franqueados.

Marque uma visita à operação, como um interessado no negócio, mas também vá como cliente, para conferir se o atendimento confere com a política da empresa.

Enfim, veja como a franquia funciona na prática e tente identificar possíveis problemas entre franqueados e franqueadora.

Sobre esses impasses, seja bastante crítico.

Veja se todos os franqueados com quem conversar fazem as mesmas reclamações ou se a dificuldade observada é algo localizado, que tenha mais a ver com o próprio franqueado do que com a franqueadora.

5. Analise, com atenção, o contrato e a COF

Se você chegou até aqui, já está se decidindo pela abertura de uma franquia.

Isso é ótimo! Mas os cuidados ainda precisam ser os mesmos tomados lá no início, ok? Leia com bastante atenção o contrato, observando todas as cláusulas que especificam as responsabilidades do franqueado e as da franqueadora.

Fique atento aos valores que devem ser pagos e à periodicidade dos pagamentos.

Se for preciso, contrate um advogado e/ou um contador de sua confiança para ajudá-lo com a análise das contas e para entender melhor os seus direitos.

Ah! Você também deve receber a Circular de Oferta de Franquia (COF), que obrigatoriamente deve ser entregue 10 dias antes da assinatura do contrato.

Este documento mostrará todas as informações sobre o negócio, como a situação legal e financeira da marca — há algum tipo de pendência? —, o contato de franqueados que deixaram a operação e até os investimentos que a franqueadora está pensando em fazer.

Se quiser se aprofundar veja nosso Treinamento sobre Franchising, online e gratuito.

6. Escolha o ponto com cuidado

Em geral, as franqueadoras dão toda a assistência ao franqueado para fazer a escolha do ponto.

E não é favor algum, afinal a localização do empreendimento precisa considerar diversos fatores, como:

  • a presença de potenciais consumidores na região;
  • o fluxo de pessoas e a legislação da cidade, que permitirá ou não o oferecimento dos serviços no local escolhido.

Caso a franqueadora não o ajude na escolha, fique tranquilo.

Ela se encarregará de aprovar o local que você indicar como possível ponto.

Veja se existe a possibilidade de trabalhar no modelo home office - em casa.

Uma vez que o lugar foi escolhido, os contratos foram assinados e os treinamento realizados, é hora de começar o trabalho! Seguindo os passos sugeridos aqui, você estará bem mais amparado ao abrir seu negócio.

Conhece alguém que tem dúvidas sobre como abrir uma franquia? Então compartilhe nosso post em suas redes sociais e ajude os amigos com essas dicas!

Agora, se você precisar de ajuda para escolher a melhor franquia para investir, ou simplesmente deseja abrir o seu próprio negócio, para ter mais segurança, liberdade e crescer, fique à vontade para falar conosco.

A missão das Franquias de Sucesso Liguesite é qualificarmos os empreendedores das nossas franquias para que ofereçam as melhores soluções digitais do mercado, fazendo com que produtos, serviços e marcas sejam encontradas por quem as procura.

Somos conectados e conectamos pessoas, via internet.

Seja estratégico, conecte-se.

Aficionado por empreendedorismo, graduado em Tecnologia, Marketing e Economia, já geriu áreas comerciais de diversas empresas de tecnologia, participa como voluntário do ITFB e ICM, atualmente é o Diretor Comercial e Marketing da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

[email protected]

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.