Como anunciar no Google AdWords

e qual a melhor forma de fazê-lo?
Como anunciar no Google AdWords e qual a melhor forma de fazê-lo?

Por Artigo de João Cesar. Postado em 04/07/2017. Última atualização em 04/07/2017.

Tempo estimado de leitura: 30 minutos.

O Google AdWords é a principal fonte de receitas do maior site de buscas do mundo e é a primeira opção que as empresas consideram para fazer investimentos em mídia paga, dentro de uma estratégia de Marketing Digital.

Mas ao que se deve tamanho sucesso?

O AdWords é como uma plataforma de anúncios self-service, oferecendo a possibilidade de empresas de qualquer tamanho anunciarem e receberem resultados mensuráveis.

As vantagens são diversas.

Além de trazer resultados imediatos, você pode testar a taxa de conversão, otimizar seu fluxo, descobrir novas palavras-chave e trazer clientes dos mais diversos estágios do funil de vendas.

Mas você sabe como funciona e como anunciar no Google AdWords?

É o que vamos conferir em nosso post de hoje!

Acompanhe!

CONTINUAR LENDO

Como anunciar no Google AdWords

Como anunciar no Google AdWords

 

O Google AdWords oferece total controle sobre os custos que uma empresa tem com a publicidade.

Um dos princípios da ferramenta é o de que não há um valor mínimo para ser gasto.

Na verdade, o importante é definir um orçamento médio diário e escolher como gastar esse dinheiro.

Após criar uma conta no AdWords e definir suas opções de faturamento (você pode escolher se fará pagamentos pelo cartão de crédito ou boleto), você escolhe qual tipo de campanha quer desenvolver.

As opções são as seguintes:

  • rede de display;
  • rede de pesquisa;
  • vídeo;
  • Google Shopping;
  • campanha universal de apps.

Há uma série de estratégias de lances que podem ser seguidas pela empresa ao anunciar no Google AdWords.

É preciso, portanto, que ela se atente às metas para não se perder em meio a tantas opções. T

odas as vezes em que alguém faz uma pesquisa no maior site de pesquisas do mundo, o AdWords realiza um leilão para estabelecer quais serão os anúncios exibidos na página de resultados e como eles serão classificados nesse mesmo espaço.

Para participar desses leilões, é preciso que você escolha como definir seu lance. Para isso, verifique quais são as suas metas.

Melhorar o número de conversões? Aumentar o tráfego para seu site? Trazer mais impressões?

Fazer com que os usuários conheçam o seu mais novo produto? A partir disso, você pode escolher:

Foco nos cliques

Conhecido como lance de custo por clique (uma métrica conhecida como CPC, em inglês), esse tipo de método é recomendado quando a empresa deseja direcionar tráfego para o site.

Foco no número de vezes em que o anúncio é exibido (impressões)

Nesses casos, o método é conhecido como custo por impressão (também reconhecido pela sigla, em inglês, CPM).

A empresa deve usar o método de lances de CPM quando quer aumentar o reconhecimento da marca.

É importante informar que os lances de CPM estão disponíveis só para as campanhas da Rede de Display.

Mas o que é Rede de Display?

A Rede de Display permite que as empresas coloquem anúncios em vários sites, como blogs, portais de notícias e canais do YouTube.

Isso possibilita a elas alcançarem mais clientes em potencial. Com esse mecanismo, é possível fazer anúncios em textos, gráficos, em vídeos e até mesmo anúncios para dispositivos mobile.

Para pensar na amplitude de ação dessa rede, um exemplo: imagine que você está pensando em incrementar seus pratos e pesquisando novas receitas em blogs conceituados.

Em um desses blogs, você encontra o anúncio de uma batedeira e de um mixer, perfeitos para a produção dos novos pratos.

Nesse contexto, você está bem mais propenso a uma compra do que se visse esses itens sem procurar por algo relacionado, certo? Esses anúncios aparecem para você porque o produtor de conteúdo em questão decidiu aderir ao Google Adsense, o programa de publicidade do Google.

Isso permite que ele exiba anúncios no espaço dele.

Ao anunciar na Rede de Display, seu anúncio pode aparecer nos sites pertencentes à rede. Você pode definir para qual perfil de pessoas, sites e páginas deseja exibir seus anúncios de acordo com os critérios de segmentação da plataforma.

São eles:

  • palavras-chave: nessa categoria, os anunciantes devem escolher uma lista de palavras ou termos relacionados ao produto ou público-alvo;
  • canais: o anunciante deve definir em quais canais da rede de display o anúncio será exibido;
  • tópicos: aqui, o anunciante escolhe a quais tópicos deseja vincular seus anúncios;
  • público-alvo: de acordo com o histórico de pesquisas, o Google classifica os usuários de acordo com seus interesses, sua idade e sexo. Assim, ele segmenta campanhas AdWords de acordo com esses critérios;
  • remarketing: nessa categoria, é possível criar mensagens customizadas de acordo com o histórico de navegação do usuário. Assim, se você viu um sapato em um e-commerce e não o adquiriu, é provável que a marca entenda seu interesse no produto e faça um anúncio para que você acompanhe o que viu por mais tempo, em outras páginas.

Foco em conversões

Quando um usuário realiza uma ação específica em seu site após clicar em um de seus anúncios, dizemos que houve uma conversão.

O método de lance com foco em conversões é conhecido como lance de custo por aquisição, sintetizado na sigla em inglês por CPA.

Esse método de lances é recomendado para aqueles mais experientes em anunciar no Google AdWords, especialmente quando a empresa tem interesse em elevar o número de compras ou de inscrições.

Quais são as formas de cobrança do Google AdWords?

Agora que já vimos como anunciar no Google AdWords, vamos para uma das maiores qualidades do Google AdWords que é a forma de cobrança que ele propõe aos usuários da plataforma.

Quem está iniciando, contudo, pode ter uma série de dúvidas.

O anunciar no Google AdWords se baseia em conversões.

Isso significa que ele só cobra quando você atinge as conversões pretendidas com seus anúncios.

Mas o que a plataforma entende como conversão? No AdWords, as conversões são o objetivo que você define para seu anúncio, ou seja, a ação que a sua empresa deseja que o usuário execute quando ele entra em contato com a campanha.

Se você tem um e-commerce e decide aumentar suas vendas com anúncios, por exemplo, as vendas podem ser consideradas a sua conversão. Portanto, a ação que sua empresa almeja por parte do usuário é a compra.

CPM ― Custo por Mil

Como anunciar no Google AdWords traz a condição de você utilizar uma plataforma muito configurável, uma das modificações que você pode fazer é na modalidade de cobrança por CPM.

No CPM, ou custo por mil, você somente é cobrado quando o seu anúncio atinge mil impressões, sendo mais utilizado na rede de display.

Essas impressões podem ser definidas como as visualizações em seus anúncios, ou seja, toda vez que seu anúncio for exibido para um usuário, mesmo que ele não clique, conta como uma impressão.

Assim, você precisa colocar um valor de orçamento para cada mil impressões.

Para se destacar nessa modalidade, é preciso investir um pouco mais, de forma a aumentar suas chances.

Também é vital que você realize testes antes de investir grandes valores.

Com isso, você terá mais certeza de que esses investimentos trarão resultados.

Tome bastante cuidado pois se você não realizar uma segmentação bem ajustada ao anunciar no Google AdWords com CPM seu investimento pode ir embora em segundos.

CPC ― Custo por Clique

Já o CPC é uma das modalidades de cobrança mais usadas ao anunciar no Google AdWords e, como o nome aponta, trabalha com o clique.

Nela, você só é cobrado quando o seu anúncio recebe o clique do usuário.

O valor de cobrança varia muito, pois ele trabalha de acordo com a palavra-chave escolhida para o anúncio.

Você pode usar o CPC tanto em campanhas da rede de pesquisa quanto na rede de display.

O Google AdWords trabalha fortemente para detectar cliques falsos e não te cobra por eles, por exemplo um usuário mal intencionado ou um programa Robô.

CPA ― Custo por Aquisição

Essa modalidade de cobrança é mais avançada, sendo usada somente por anunciantes mais experientes.

Isso significa que você precisa ter convertido, pelo menos, 15 vezes nos últimos 30 dias.

Usado na rede de display e na rede de pesquisa, o CPA só cobra quando converte.

É um pouco mais caro que as outras modalidades de cobrança pois pode ser configurado para uma ação de vendas.

Com isso, ele traz lucros reais e monetários através das campanhas.

CPV ― Custo por Visualização

O custo por visualização opera de maneira semelhante ao CPM.

Contudo, ele pode ser usado em campanhas de vídeos.

Além dessa diferença, o CPV cobra de acordo com cada visualização, e não a cada mil.

Nessa modalidade, você estabelece o valor que deseja pagar quando o usuário assiste o vídeo até o fim.

Apesar de parecer mais simples, o CPV não é recomendado para profissionais que tenham pouca experiência na plataforma ou não tenham um público-alvo bem definido.

Isso porque o CPV destina-se àqueles que sabem fazer as configurações de segmentação suficientes para atingir o público-alvo correto.

Caso contrário, você pode ter de arcar com altos custos porque os usuários que veem seus anúncios simplesmente não pertencem ao seu público-alvo.

O que você precisa entender é que o que determina se o anúncio ficará bem posicionado ou não é a qualidade dele.

O grande interesse do Google é trazer informações úteis para os usuários, de forma que a ferramenta de buscas torne-se cada vez mais eficaz.

Por isso, a empresa avalia o conteúdo e o volume de busca da palavra-chave.

Essas modalidades de cobrança não determinam o seu posicionamento no Google AdWords.

Como mostramos, a qualidade do anúncio é o ponto crucial para que seu anúncio fique bem ranqueado.

O AdWords funciona como uma plataforma de links patrocinados, com leilões de palavras-chave.

Qual o gasto médio para anunciar no Google AdWords?

Quando criamos uma conta no Google AdWords, há uma taxa de criação de conta no valor de R$20,00.

Dentro da plataforma, o Google permite que você defina orçamentos diários ou mensais, mesmo que ambos se limitem no mês.

Dessa forma, se você define um orçamento de R$30,00 por dia, o Google não ultrapassa o limite de R$900,00 mensais.

Porém, o valor pode variar diariamente.

Em um dia você pode gastar R$25,00 e, em outro, R$35,00. Como explicamos acima, você só paga quando alguém clica ou visualiza seu anúncio.

Essa interação entre o usuário e o anúncio depende bastante das palavras-chave escolhidas, e cada uma delas pode ter um custo diferente.

Por causa disso, o total de cliques que você tem com seu investimento mensal depende, também, do valor da palavra-chave.

Como criar um bom anúncio de texto no Google AdWords?

No AdWords, o anúncio de texto é dividido em quatro partes: título, descrição, URL final e caminho. Quer entender o que esses ingredientes precisam ter e como anunciar no Google AdWords de forma certa? Acompanhe!

Título

Essa é a primeira linha do anúncio.

Seu cadastro será feito em duas linhas de 30 caracteres, separadas por um hífen no título.

É vital que você desperte a curiosidade do usuário.

Chame pelo público, indo de encontro às dores que ele sente.

Você pode utilizar perguntas e desafiá-lo.

Se você for capaz de cumprir, faça promessas e ofereça informações.

Descrição

Aqui, você descreve o que contém em sua URL final de uma maneira atrativa e fiel ao que você tem a oferecer.

O tamanho máximo é de 80 caracteres: portanto, tenha em mente que você não conseguirá inserir todo o discurso de vendas nesse espaço! Procure incluir preços e formas de pagamento que funcionem como um filtro e influenciem a taxa de conversão positivamente.

Afinal, quando o visitante vê um anúncio sem informações de preço, ele precisa clicar e acessar o site para avaliar.

Isso gera um clique e, consequentemente, uma cobrança.

URL final

Esse é o endereço para o qual o usuário será direcionado ao clicar no link.

Envie o usuário para uma página que tenha exatamente o que ele está procurando.

Você pode usar uma Landing Page criada especialmente para a oferta anunciada.

Conduzir o usuário para a página principal e deixar que ele descubra o caminho por si mesmo pode deixar o seu potencial cliente um tanto confuso.

Caminho

Aqui, você introduz um endereço "fictício", mais curto, que aparece no anúncio em verde.

Automaticamente, ele incorpora o site cadastrado na URL final e possibilita a inclusão de duas subcategorias.

A melhor forma de conseguir sucesso com seu anúncio é fazer com que o usuário entenda que aquela campanha é feita para ele.

Quando você insere a palavra-chave da busca no título do anúncio, as chances de alcançar resultados são melhores, pois a palavra-chave em questão fica em negrito.

Como mencionamos acima, qualificadores também ajudam a melhorar os resultados.

Se você está comercializando um produto voltado para o segmento pet, deixe isso claro na descrição do anúncio.

Afinal, no modo CPC, por exemplo, como anunciar no Google AdWords você paga ao Google apenas pelo clique, e esses qualificadores ajudam a eliminar aqueles cliques que não interessam para sua empresa.

Vale lembrar que além dessa estrutura, o Google disponibiliza extensões de anúncio que permitem incluir informações complementares à oferta e que façam diferença no desempenho da campanha.

Com elas, você pode incluir o endereço de sua empresa, usando a conta do Google Meu Negócio, aplicativos, chamadas por telefone, dentre muitos outros.

Para acompanhar, siga o blog do AdWords! Veja no vídeo a seguir como anunciar no Google AdWords fica assertivo com um anúncio certo:

 

O que não devo fazer no meu texto de anúncio?

É bem verdade que o anúncio precisa ser atraente.

Isso não significa, contudo, que você precisa aumentar o que está oferecendo ou oferecer um produto que já não está em estoque.

Isso provoca um sentimento de frustração intenso no usuário, e o seu negócio, aos poucos, perde a credibilidade.

Nessas situações, o CPA fica muito alto.

Caso você tenha uma equipe enxuta para o gerenciamento de estoque, configure sua loja para enviar um e-mail quando acabar o estoque de algum de seus produtos.

Assim, você pode pausar a campanha imediatamente, evitando custos e a frustração do seu cliente potencial.

Outro erro comumente cometido é o fato de anunciantes se esquecerem da otimização, especialmente quanto ao preço e às condições de parcelamento.

Quando uma empresa atualiza o preço no site, bem como a forma de pagamento, ela precisa fazer essas alterações no anuncio do Google AdWords.

Com isso, o usuário clica em um anúncio e se depara com uma proposta completamente diferente da que o levou ali.

Por isso, todas as vezes que fizer alterações, certifique-se de que elas também foram feitas em seus anúncios, na Rede de Pesquisa, de Display e no Remarketing.

Caso você conte com o gerenciamento de uma agência, certifique-se de avisar o responsável por e-mail, de forma que o pedido fique registrado.

Além de evitar essas "gafes", vale seguir a política editorial do Google.

Aqueles que a infringem, correm o risco de não terem os anúncios exibidos.

Dentre as suas diretrizes, estão o espaçamento adequado entre palavras, a pontuação correta (as empresas não podem usar uma pontuação desnecessária, repetida duas ou mais vezes em uma linha), bem como evitar repetições, linguagem imprópria, superlativos e chamadas que não descrevam o produto ou serviço anunciado.

Como o Google decide quais anúncios vai exibir?

O Google decide quais anúncios vai exibir e em que ordem através de um leilão.

Mas calma: ele não funciona como os leilões de arte que vemos nos filmes, onde o maior lance sempre vence.

Ao anunciar no Google AdWords ele seleciona os anúncios através da pesquisa dos usuários.

Se uma pessoa procura por "calça jeans pantalona", o sistema do AdWords encontra todos os anúncios que tenham palavras-chave correspondentes.

Com base nesse primeiro conjunto de anúncios, o sistema ignora os que não foram qualificados, tais como os anúncios segmentados para uma região diferente do usuário.

Em seguida, os anúncios selecionados são exibidos e ordenados na página.

Essa classificação do anúncio é calculada a partir de uma combinação do valor do lance, da qualidade da página de destino, dos anúncios e do impacto esperado.

Caso os anúncios encontrados não atinjam a classificação mínima necessária, eles não são exibidos.

Ao se deparar com os anúncios, nosso usuário então encontra a calça jeans pantalona dos sonhos! Mesmo que os lances de seus concorrentes sejam maiores, é possível que você consiga uma posição de maior destaque proporcionando anúncios e páginas de destino de qualidade e por um preço menor.

Esse leilão é repetido a cada pesquisa no Google e pode gerar resultados diferentes a cada vez.

Por isso, você não precisa se preocupar caso a posição de sua página varie.

Por que contar com uma equipe especializada para anunciar no Google AdWords?

e-commerce de sucesso

 

Para obter bons resultados e um bom ROI Retorno sobre o Investimento, contratar uma agência que estruture e gerencie sua campanha é a melhor opção.

Como vimos acima, a criação dos anúncios no Google AdWords, bem como o acompanhamento da performance deles, exige uma série de conhecimentos prévios sobre o desempenho de palavras-chave.

As centenas de ferramentas e opções do Google AdWords devem ser plenamente conhecidas para que nenhum recurso seja ignorado, evitando o desperdício de orçamento.

Uma agência certificada oferece serviços de qualidade e com especialistas aprovados pelo programa de parceria do AdWords.

Exigente, esse programa avalia se a empresa em questão pode gerenciar as contas dos clientes com qualidade, agregando valor.

Além do certificado, uma agência precisa cumprir outros critérios para ser introduzida na rede do Google Partner.

O programa avalia se o profissional está aplicando diariamente os ensinamentos e obtendo bons resultados, bem como administrando investimentos.

É preciso ter gerenciado ao menos U$10.000,00 em noventa dias, a partir do dia que a conta do AdWords foi vinculada ao MCC (Minha Central de Clientes).

Com a contratação de uma agência para anunciar no Google AdWords, ela tem mais chances de trazer resultados mais certeiros em um tempo hábil, o que permite que a empresa tenha mais tempo para recuperar o que foi investido.

É uma relação simbiótica: você conta com profissionais prontos para explorar os mais diversos recursos dentro da plataforma, e a agência adquire ainda mais experiência.

Agora é claro você tem como anunciar no Google AdWords sozinho sem depender de ninguém, é passar algumas semanas ou meses estudando a plataforma do AdWords, como ajustar seu site para melhorar a qualidade dele, saber como montar bons textos CTAs Call-to-actions e pronto, você já estará apto e saberá como anunciar no Google AdWords!

Entenda as certificações do Google AdWords

Há 6 certificações para anunciar no Google AdWords.

Cada uma delas atende um tipo específico de anúncio, conforme mostraremos a seguir:

  • Fundamentos do AdWords: essa certificação garante que o profissional ou a agência possuem conhecimentos gerais sobre a ferramenta, suas vantagens e quais são as melhores práticas.
  • Publicidade em pesquisa: a certificação garante que o profissional ou agência tem conhecimentos avançados sobre a criação, gerenciamento, análise e otimização de campanhas na rede de pesquisas.
  • Publicidade em display: com essa certificação em mãos, o profissional ou agência mostra que tem conhecimentos avançados para criação, análise e otimização de campanhas na rede de displays.
  • Publicidade mobile: a certificação mostra que o profissional ou agência tem conhecimentos avançados para a criação, análise e gerenciamento de campanhas para mobile.
  • Publicidade em Shopping: se você contratou um profissional ou agência com essa certificação, você garantiu um apoio de conhecimentos em Google Merchant Center.
  • Publicidade em vídeo: essa certificação garante que o profissional ou agência possuem conhecimentos satisfatórios para a criação, gerenciamento, análise e otimização de campanhas em vídeo para o YouTube e para a Web.

Para agências de marketing e publicidade, a certificação é o primeiro passo para entrar na rede do Google Partners, que garante uma série de vantagens para os parceiros.

Como mostramos, para operar o Google AdWords, garantindo resultados de excelência com a otimização de investimentos, é preciso estar bem capacitado.

Um profissional da área precisa entender quais são as palavras-chave mais adequadas e quais tipos de campanha atendem melhor o propósito da empresa.

Isso exige experiência, e uma agência é o melhor caminho para colher frutos em um tempo hábil.

E você, gostou de nossas dicas de como anunciar no Google AdWords? Quer mostrar o que você aprendeu hoje para os seus amigos?

Compartilhe este post em suas redes sociais, marque os seus colegas de negócio e forme uma rede de aprendizado e conscientização sobre a importância dos anúncios pagos no mundo dos negócios.

Assim, vocês podem trocar ideias e verificar, juntos, qual é a melhor forma de como anunciar no Google AdWords para fazer com que a empresa cresça.

Seus times agradecem!

Agora se você precisar de ajuda para implementar uma estrutura de Links Patrocinados e ter ótimos resultados com anúncios no Google AdWords, ou simplesmente se desejar fazer o seu negócio aparecer da Internet e crescer, fique à vontade para falar conosco.

A missão das Franquias Virtuais é juntos conectar pessoas ao seu negócio por meio da Internet!

form_produtos_liguesite_contact]

Palestrante e pós graduado em tecnologia, vem empreendendo há 20 anos em diversos segmentos do mercado, atualmente participa como voluntário do ITFB e ICM, é conselheiro da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

[email protected]

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.