Conheça o passo a passo para montar uma loja virtual

Conheça o passo a passo para montar uma loja virtual

Por Artigo de Wallace Castro. Postado em 08/08/2017 em Loja virtual

Quer montar uma loja virtual, mas não sabe por onde começar? Então vamos começar do zero.

Neste artigo, você vai conferir um passo a passo para estruturar sua empresa em um ambiente online e garantir tudo o que precisa para dar início a suas vendas.

São 6 etapas nas quais você precisa se concentrar:

CONTINUAR LENDO

Passo 1: a definição da plataforma

Comece com a escolha da plataforma.

Isso é muito importante, pois ela será a base para o seu negócio na rede.

Portanto, é preciso avaliar se a opção mais econômica agora não representará um prejuízo em longo prazo, seja por não oferecer recursos para a expansão do seu empreendimento, seja por não permitir alterações de acordo com eventuais necessidades.

definição da plataforma da loja virtual

Basicamente, você pode optar por três tipos de plataformas existentes. São elas:

  • as de código aberto;
  • as gratuitas;
  • as pagas.

As primeiras são oferecidas gratuitamente e apresentam recursos interessantes, mas exigem um tipo de conhecimento que não é comum entre pessoas que não são especialistas, o que exige um investimento extra com a contratação de profissionais da área.

No entanto, elas podem ser uma boa escolha para quem já entende de programação e quer começar a investir no ambiente online.

Já as plataformas gratuitas não oferecem mais do que o básico, o que significa que você não poderá fazer ações para customizar sua página Esse fator é o que justifica a adoção dessas plataformas apenas em casos em que a sofisticação não se faz necessária dentro do empreendimento.

As plataformas pagas costumam ser as mais indicadas, pois são desenvolvidas de modo a facilitar sua customização e oferecer suporte para o consumidor.

Passo 2: a política de pagamentos

loja virtual com política de pagamentos

Definida sua plataforma, é hora de pensar em como sua empresa receberá o dinheiro de cada venda.

Neste caso, você tem três opções:

  • via intermediadores;
  • via gateways;
  • via integração direta com a adquirente.

Na primeira situação, os intermediadores assumem a responsabilidade diante de fraudes e fazem o adiantamento de recebíveis, cobrando uma taxa fixa pela transação realizada, além de um valor variável de acordo com a venda.

É a alternativa mais indicada para quem não tem grande experiência no comércio online. Já no caso dos gateways, as soluções de pagamento são mais complexas em função das conexões com as redes de adquirência.

Neste caso, é cobrada somente uma taxa fixa pela transação, o que obriga o lojista a buscar outras alternativas para evitar fraudes e se relacionar diretamente com a rede de adquirência quando for necessário.

A integração direta com a adquirente é a opção mais indicada para lojistas com maior experiência. Nesta opção, também existe o contato mais direto com o adquirente e a possibilidade de negociação de taxas, além do controle da experiência do usuário.

A dica é começar com um intermediador de pagamento como o PagSeguro.

Ele trará uma maior segurança para você dar início ao seu empreendimento sem maiores riscos.

À medida que a sua atividade for se tornando mais confortável e você entender que pode abrir mão dessa segurança, pode ser viável considerar as outras opções.

Passo 3: as medidas de segurança

O próximo passo é garantir a segurança da transação com foco nos dados pessoais dos seus clientes.

Como fazer isso? Com o SSL e o Scan de Aplicação e IP.

medidas de segurança para a loja virtual

SSL significa Secure Socket Layer, um serviço que protege os dados dos usuários assim que são informados.

Com ele, espiões não conseguem resgatar dados fornecidos na sua página.

Já o Scan de Aplicação e IP é um mecanismo de rastreamento que você coloca no seu site para encontrar fragilidades que permitam a invasores o acesso ao banco de dados.

Com o Scan, é possível identificar pontos vulneráveis do site para a adoção de medidas de segurança.

Outro passo importante na construção de sua loja virtual diz respeito a evitar fraudes. Boa parte delas acontece quando um falso cliente faz compras utilizando um cartão de crédito de terceiros.

Se você não tiver uma gestão de segurança contra esse tipo de golpe, pode ser que o falso cliente compre na sua loja, receba o produto em casa e somente depois o pagamento acaba sendo desfeito, o que trará um prejuízo enorme para o seu empreendimento.

No caso do ambiente online, a responsabilidade sobre o pagamento das fraudes cabe à loja que realizou a compra.

Sendo assim, utilize um serviço de detecção de fraude.

Com um intermediador de pagamentos, essa responsabilidade cabe a ele.

Se sua opção for outra, porém, é preciso comprar um serviço antifraude.

Passo 4: o suporte oferecido

E quanto ao atendimento ao cliente? Segundo a McKinsey, 70% da experiência de compra de um cliente é baseada na maneira como ele é tratado, desconsiderando até mesmo questões como produto e preço.

Considere então o pós-venda tanto quanto o pré-venda, pois em ambiente online isso faz toda a diferença.

suporte oferecido na loja virtual

A lei do e-commerce estabelece que as empresas que atuam em ambiente online precisam oferecer suporte integral aos clientes, ou seja, durante 24 horas por dia e sete dias por semana.

Isso exige que você ofereça soluções como o FAQ, uma página de perguntas e respostas prontas das dúvidas mais recorrentes envolvendo a empresa.

Outros recursos, como ferramentas de gestão de processos de suporte, também são válidos, bem como a formação de uma equipe de atendimento própria.

Passo 5: as estratégias de marketing

É preciso pensar na divulgação da sua ideia.

Sem isso, como as pessoas saberão que seu e-commerce pode ser útil a seus interesses?

loja virtual com estratégias de marketing

Com uma estratégia de Marketing Digital, você consegue usar os recursos da rede para fazer com que o seu cliente em potencial conheça suas soluções de maneira espontânea, algo fundamental para que a comunicação seja mais precisa.

O marketing digital permite ações dessa natureza que seriam muito mais difíceis no marketing tradicional.

Além disso, é possível trabalhar com métricas para mensurar o desempenho de sua campanha e, assim, ter parâmetros para trabalhar melhor com ela.

Considere as ferramentas disponíveis para tornar sua marca relevante e ganhar público em menos tempo.

Nesse sentido, sugerimos aqui a criação de uma estratégia de marketing digital específica para sua empresa.

Procure uma agência especializada nesse serviço e passe a ocupar espaço com qualidade nas redes sociais, em blogs e demais lugares da internet.

Passo 6: backoffice e frete

Em seguida, é preciso pensar no momento em que sua empresa deverá automatizar os processos.

Estamos falando do backoffice, uma ferramenta que, quando conectada à sua plataforma, automatiza o controle de ações que vão desde o recebimento do pedido de venda até a entrega do produto e seu posterior acompanhamento.

backoffice da loja virtual

Procure por soluções dessa natureza no mercado e prepare seu caixa para esse investimento futuro.

Ele será importante para facilitar sua vida e tornar sua plataforma mais sofisticada.

Por fim, é preciso pensar na questão do frete: você fará suas entregas via correios ou transportadoras?

No primeiro caso, existe um limite de peso para entregas (30 kg), bem como outras eventualidades como greves.

Já as transportadoras são mais indicadas para empreendimentos que envolvem produtos maiores, pois não há restrição em relação a peso ou tamanho da entrega, além dos riscos de paralisações serem menores.

Agora que você já sabe o passo a passo para montar uma loja virtual, é hora de colocar essas dicas em prática!

Confira nosso artigo sobre o assunto e mãos à obra!

Se você precisar de ajuda para implementar uma estrutura de Lojas Virtuais, ou simplesmente se desejar fazer o seu negócio crescer, fique à vontade para falar conosco.

A missão das Franquias de Sucesso é juntos conectar pessoas ao seu negócio por meio da internet!

Seja estratégico, conecte-se.

Onde você está?*

Aficionado por empreendedorismo, graduado em Tecnologia, Marketing e Economia, já geriu áreas comerciais de diversas empresas de tecnologia, participa como voluntário do ITFB e ICM, atualmente é o Diretor Comercial e Marketing da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

sac@liguesite.com.br

© 2017 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.