Sabe o que é Copywriting? Veja as dicas de um Copywriter para atrair visitantes para o seu negócio

Sabe o que é Copywriting? Veja as dicas de um Copywriter para atrair visitantes para o seu negócio

Por Artigo de Wallace Castro. Postado em 04/08/2017. Última atualização em 04/08/2017.

Tempo estimado de leitura: 73 minutos.

Neste artigo vamos descobrir o que é copywriting, sua importância, e saber de um copywriter quais as técnicas e as melhores estratégias para você atrair e converter mais clientes para o seu negócio, utilizando simplesmente textos.

Copywriting sempre foi muito utilizado, mas no Marketing Digital essas técnicas se popularizaram, e tem ajudado muitas empresas a transformar textos simples em uma arma poderosa para a geração de negócios.

Tenho certeza que se você está buscando sobre copywriting, é porque você está querendo um nível superior em suas estratégias de Marketing Digital, e pode ter certeza que o copywriting ajudará e muito a gerar mais conversões para seu site, loja virtual, blog e até para suas comunicações off-line.

Acompanhe o post e ótima leitura.

CONTINUAR LENDO

O que é copywriting

Vivemos na era da informação, e por mais que as imagens e os vídeos estejam ganhando cada vez mais força, não há nada mais potente do que um bom texto. Aliás, muito se fala a respeito da importância de encantar e engajar através da troca de informações e principalmente, da arte de saber contar boas histórias.

E isso tudo também é copywriting, que pode ser explicado como uma forma de redação de textos com o intuito de convencer e realizar uma venda.

É claro que o copywriting vai muito além de escrever "compre agora". Ele envolve uma infinidade de estratégias que garantem o envolvimento de quem lê, até que se sinta estimulado a comprar.

Neste material você vai fazer uma verdadeira viagem pelo universo do copywriting e vai aprender tudo sobre sua importância no mundo de hoje, quais são seus princípios e características mais importantes e muito mais.

Vai ainda aprender dicas de como arrasar nos seus textos e conseguir resultados cada vez melhores utilizando todo o poder que a linguagem possui.

Qual a importância do Copywriting

Todo mundo gosta de uma boa conversa. De conhecer a fundo novidades, experiências e produtos. E esta conversa pode ser escrita, ter objetivos claros e ajudar empreendedores e empresários a aproximar suas marcas de seus consumidores.

No universo do marketing e dos negócios, o conteúdo, logo o copywriting, tem se tornado rei absoluto, e por isso, tem ganhado cada vez mais destaque e relevância.

4 pilares do copywriting

O copywriting não é um texto qualquer. Ele possui objetivos claros e por isso é construído de forma a garantir que estes 4 pilares sejam sempre atendidos.

1) Chamar a atenção

Um bom texto precisa garantir que a atenção do leitor seja fisgada desde o início. Para isso é preciso acertar em cheio no conteúdo que interessa ao persona.

Se você deseja chamar a atenção de mulheres profissionais e que buscam dar um impulso na carreira, inicie com assuntos que garantam que elas vão se interessar.

O mesmo vale por exemplo, se você deseja atingir homens que gostam de viajar e explorar o mundo, aborde assuntos voltados a lugares diferentes e inesperados.

2) Separação do buyer persona dos curiosos

Um copywriting perfeito consegue atingir exatamente a persona que se deseja, tirando de lado somente aquelas pessoas curiosas que leem e acompanham o conteúdo sem nenhum desejo específico.

Mas ao mesmo tempo é importante lembrar que é possível conquistar indecisos, tudo vai depender de um bom texto e da forma como ele é construído.

Na internet, isso é ainda mais importante, já que as pessoas navegam e acabam clicando em conteúdos que nem sempre lhe interessam de verdade.

Muitas pessoas gostam de saber sobre saúde, por exemplo, mas poucas tem necessidades específicas relacionadas à algumas doenças.

Outro exemplo é sobre o emagrecimento. Praticamente todas as pessoas buscam emagrecer, mas somente poucas realmente estão interessadas em tomar uma atitude real com relação a isso.

3) Comunicação clara e objetiva

Não adianta enrolar ou utilizar termos complicados demais ou técnicos. Um dos pilares de um bom copywriting é ser sempre direto, claro e objetivo.

São infinitos exemplos que podemos citar neste sentido. Se você quer atingir mães que tem filhos, deixe isso claro ainda nos primeiros parágrafos. Já se o objetivo é convencer idosos, também não perca tempo, indique isso logo de início.

4) Influenciar ou Persuadir os clientes tomarem uma ação

Por fim, um copywriting tem sempre um objetivo. Isto é, ele precisa levar o leitor a tomar alguma ação. Isso pode ser feito com um convite, um call to action para a realização de algo.

Mas é claro que a persuasão vai sendo construída durante todo o texto, e somente é finalizada de forma mais incisiva. Você pode influenciar pessoas a continuarem lendo o conteúdo, fazer um cadastro ou ainda realizar uma compra.

Para conseguir o máximo em persuasão e influência, é possível utilizar alguns artifícios, muito comuns em copywriting e que garantem melhores resultados. Abaixo, estão alguns deles:

a. Quebre o preço total em pequenos pedaços

Ao invés de passar o valor total de produtos e serviços que tenham alto valor, separe em parcelas e indique as formas de pagamento.

b. Agora compare os pedaços

Você pode ainda comparar os pedaços de preços, com outros elementos muito mais baratos e que fazem parte do dia a dia do buyer persona.

c. Contraste

Mostre o contraste, as diferenças entre quem aproveita as vantagens e quem simplesmente as ignora.

d. Detalhamento

Seja claro e transparente com quem está lendo o texto. Informe as vantagens sobre os produtos ou serviços e seja o mais detalhado possível, pois isso transmite segurança.

e. O poder dos Números

Inserir números e porcentagens são sempre formas excelentes de conseguir credibilidade. Você pode apostar em dados de pesquisas e quantidades. Só não vale mentir, exagerar ou esquecer de colocar as fontes.

f. Retire do seu texto o que não precisa

Mais uma vez, não enrole. Seja direto, objetivo, mesmo que em detalhes. Não faça rodeios misturando assuntos que não fazem sentido e nem repita as informações.

g. Seja palpável com as emoções

A emoção é sempre o caminho mais curto para o coração e a mente das pessoas, mas não seja exagerado ou piegas. Um bom copywriting consegue fazer as pessoas sentirem algo sem se tornar um texto retirado de novela mexicana.

Aprenda a escrever um texto que chame a atenção?

Escrever bem, chamar a atenção e manter o interesse é uma verdadeira arte. Em um texto que tem objetivos comerciais como o copywriting, isso é ainda mais verdadeiro.

A boa notícia é que estudos na área já encontraram alguns elementos e características que podem aumentar o interesse dos leitores. A seguir, separamos alguns deles. Veja só:

1) Uso word maping – palavras boas e ruins

O word maping é sem dúvidas, uma das técnicas mais eficazes do copywriting moderno.

Consiste em fazer uma análise profunda das palavras-chaves mais relevantes para seu persona e criar sequências com o intuito de levar o leitor à compra.

2) Como fazer um word maping

Para utilizar o word maping você vai precisar fazer uma avaliação do seu persona e das palavras mais utilizadas, mapear em que sentido elas aparecem, categorizar por importância e sentimento que revelam e por último, utilizar de uma forma que aumente a sua influência sobre o leitor.

Ou seja, como tudo dentro do universo do marketing, o primeiro passo é conhecer a fundo seu buyer persona, quais são suas necessidades verdadeiras, seus desejos, medos e formas de se comunicar.

Depois, se aproveite deste conhecimento para listar quais são as palavras que mais são utilizadas pelo seu persona. Aí entram termos técnicos em caso de personas ligadas a um meio de trabalho, gírias e expressões.

Em seguida, é importante categorizar estas palavras, indicando se são referentes a sensações positivas ou negativas.

Para deixar o trabalho ainda mais completo, você pode dar notas as palavras, de acordo com o índice de impacto que representam no seu persona.

Leve em consideração a intensidade com a qual a palavra é utilizada e seu poder de uso.

Por último, crie tabelas com estas palavras para que saiba quais delas são as mais eficazes para cada momento do seu texto e as aplique de forma inteligente.

3) Destaque as principais palavras e também utilize sinônimos

Destacar estas palavras de alto impacto é primordial. Por isso, abuse delas em títulos, chamadas e inícios de parágrafo.

Sinônimos também são importantes, já que enriquecem seu texto, evitam a redundância, mas não deixam de ter o mesmo efeito na mente do seu leitor.

Isso tudo é o trabalho diário do copywriter. Veja a seguir quem ele é e qual sua importância no processo de vendas através da geração de conteúdo.

E o copywriter? Quem é?

O copywriter é o escritor, o redator dos copywritings. Ele é uma peça fundamental para a realização das vendas e o responsável pela geração de conteúdos inéditos e específicos para determinado tema.

O que faz um copywriter?

É o profissional que está em constante pesquisa e analisando os seus personas, estudando a língua e a modificação da linguagem. Tudo para garantir o máximo em eficiência em seus textos e garantir o atingimento dos objetivos de cada um deles.

Encontrar um copywriter competente e antenado não é uma tarefa muito fácil. Já que as técnicas e expressões da área mudam o tempo todo. Além disso, é preciso ter um excelente conhecimento da linguagem culta, da forma correta de se usar as palavras, as pontuações e as expressões.

Por isso, se você deseja se tornar um copywriter, mantenha-se sempre atualizado e atento ao seu redor. Busque estudar as personas de cada texto criado e jamais deixe de lado o estudo da língua portuguesa.

Caso deseje contratar um redator especializado, valorize este profissional e troque sempre informações para que ele possa conhecer o seu negócio profundamente, sempre que precisar criar um novo conteúdo.

Se precisar de ajuda pode para criar um site, loja virtual, blog ou portal, contar conosco.

O que não pode faltar no seu copywriting

Até aqui, você já aprendeu o que é um copywriting, qual sua importância no universo de conteúdo no qual vivemos e também já descobriu sobre os princípios básicos de um bom texto voltado a vendas.

Mas o copywriting é algo complexo e cheio de particularidades. Por isso, vamos continuar melhorando seu conhecimento a respeito do assunto, informando quais são as características que jamais poderão faltar em um texto bem feito. Acompanhe:

1. Conheça seu buyer persona

Conhecer a fundo o buyer persona é mais do que importante, é essencial. O buyer persona é quem realmente será o decisor de compra, e realizará a ação que está desejando influenciar com seu copywriting.

O ideal é apostar no conceito puro de construção de personas, que permite ter uma visão mais próxima do buyer persona, que vai além dos dados gerais. Ou seja, mais do que saber qual é a idade média, o gênero, a profissão e a cidade onde mora, é preciso ir além e conhecer quais são os comportamentos desta pessoa, quais são seus desejos na vida, medos e vontades.

Não se esqueça de listar também quais são as expectativas com relação ao produto ou serviço que você está oferecendo, a fim de acertar em cheio nos benefícios que deve evidenciar.

2. Escolha a melhor linguagem para seu persona

Todo grupo de pessoas possui uma linguagem diferenciada, baseada no seu trabalho, na sua condição de vida e também nas experiências que já teve.

É a linguagem utilizada pela sua buyer persona que deve ser aplicada nos textos, e não aquela que você ou seu copywriter utiliza no seu cotidiano.

Este é um dos maiores desafios de um bom copywriting. Ele não pode ser focado em quem escreve, mas sim em que você deseja atingir.

3. Pesquisar: saiba o que você está falando

Não escreva sobre conteúdos que desconhece. Por isso, antes de começar a escrever as primeiras palavras, pesquise, leia e aprenda tudo que pode a respeito do assunto do texto.

Isso dará clareza e fluidez ao texto e mais do que isso, passará a impressão correta ao leitor. Lembre-se que ele conhece a fundo o assunto que está tentando conduzir, ou pelo menos já possui uma boa ideia do que deseja com a leitura.

Portanto, entregue sempre conteúdos de qualidade, relevantes e ao final, possibilitem que o buyer persona se sinta confiante o suficiente para a tão desejada tomada de decisão.

4. Objetivo definido

Parece óbvio, mas nem sempre o copywriter recebe claramente qual é o objetivo que deve ser alcançado com seu texto. Isso acaba deixando o conteúdo um pouco perdido, solto, mesmo que possua qualidade e profundidade.

Para que dê resultados, o objetivo do copywriting deve ser claro e bem definido. Além disso, precisa ser acima de tudo, direto. Não adianta um texto ter uma infinidade de objetivos, como por exemplo, apresentar o produto, convencer de sua qualidade, indicar que é superior a concorrência e finalizar em compra.

O ideal é ter um único objetivo a ser conquistado por copywriting, finalizando sempre com uma ação a ser tomada, seja ela a inscrição em um newsletter, a leitura de conteúdo complementar ou a compra propriamente dita. Prefira sempre tentar atingir uma única meta com cada conteúdo criado. Esta é a melhor forma de garantir resultados mais efetivos.

5. Tenha um texto exclusivo

Hoje em dia é fácil encontrar conteúdo e informações a respeito dos mais diversos assuntos. Mas não caia na armadilha de repetir conceitos utilizados por outros escritores, marcas e produtos.

Leia os materiais disponíveis, mas escreva algo completamente inédito, exclusivo e baseado em informações que não podem ser encontradas por aí. Isso demonstra um real comprometimento com a verdade e melhora a relação de confiança com os leitores.

6. Profundidade no tema

A profundidade no tema vai depender, obviamente, do objetivo que tem com cada copywriting. Se por exemplo você deseja que sua persona aprenda tudo a respeito de um assunto, vá fundo no conteúdo e apresente realmente novidades a respeito do tema.

Mas se você quer que ele vá aprendendo cada coisa com calma, acompanhando o passo a passo no decorrer de um tempo, aprofunde-se o suficiente para manter o interesse, deixando sempre um pouco para o próximo conteúdo.

De qualquer forma, evite entregar informações pouco esclarecedoras, mentirosas ou que podem ser encontradas em qualquer página ou conteúdo disponível sobre o assunto em questão.

7. Usabilidade – escreva para seres humanos mas otimize para os buscadores

A internet se alimenta de conteúdo, portanto é sempre ideal manter um olhar atento as tecnologias disponíveis para otimizar as chances de um material ser encontrado.

Para isso, é importante conhecer como funcionam os buscadores (Google, Bing e copywriting Yahoo) e quais são as formas que utilizam para classificar os textos. Na maioria das vezes, eles são voltados para o uso de palavras-chave, que devem ser as mesmas que serão procuradas pelas pessoas.

Mas é importante salientar que nada adianta encher um texto com palavras-chave repetidas. Muitas pessoas acabam achando que a quantidade é o mais importante, mas não é bem assim.

As ferramentas destes buscadores têm ficado cada vez mais inteligentes, capazes de encontrar as palavras no texto, mas ao mesmo verificar se a quantidade não está passando do limite. Ou seja, mantenha sempre um olhar atento as métricas e técnicas voltadas para os buscadores, mas sem jamais deixar de focar no que realmente importa, que é a escrita para seres humanos, buscando atender as necessidades reais de sua persona.

8. Otimização com SEO

Conforme dissemos é muito importante manter-se atento as ferramentas de busca. Isso é otimização com SEO, que engloba o uso das palavras-chave corretas, o uso de subtítulos fortes e até a forma como texto está divido. Portanto, para conseguir uma produção de copywriting eficiente, aposte na otimização de todos os textos com as técnicas de SEO, mas focando na leitura dos seres humanos. Mas afinal, você sabe quais técnicas que fazem parte do SEO?

A seguir, separamos algumas das ações mais importantes que você pode aplicar nos seus textos para conseguir deixá-los otimizados para os buscadores. Com isso, vai conseguir ser encontrado por um número maior de pessoas e otimizar seus resultados. Vamos lá!

a. Utilize as palavras-chave corretamente e variações gramaticais

As palavras-chave, aquelas que serão utilizadas pelo seu buyer persona para encontrar o conteúdo que lhe interessa, devem ser aplicadas com inteligência em seu copywriting. Lembre-se também que os sinônimos e variações também podem ser utilizados na busca.

Por exemplo, se você vende ração para cachorro, além desta palavra-chave, inclua também alimento para cães, alimento para cachorros e outras variações.

 

b. Subtítulos

Os robôs dos buscadores passam pelos sites de conteúdo fazendo uma varredura nos textos.

Os subtítulos, são de extrema importância, porque são vistos como conteúdos guarda-chuva, que trarão para o leitor, informações referentes a aquele assunto.

Portanto, capriche na criação dos subtítulos, incluindo sempre que for possível, as palavras-chave e sinônimos mais utilizados pela sua persona em potencial.

c. Busque Link building

Os buscadores estão sempre varrendo a internet a fim de encontrar links que conectem a determinados conteúdos.

Quanto mais links estes conteúdos tiverem, melhor eles serão posicionados nos resultados orgânicos. E este é o objetivo de um link building.

Conforme o próprio nome diz, ele ajuda a construir links externos que conectem o seu conteúdo, com outros endereços, melhorando o posicionamento de forma natural.

A questão é que fazer um link building não é algo fácil. É preciso ter um conhecimento profundo em SEO e dedicação. Existem formas de cadastrar seu site em diretórios, com links infinitos e apontando para seu conteúdo, mas eles possuem baixa eficiência nos buscadores.

A forma ideal é buscar parceiros em outros sites, que façam links para seu conteúdo. Isso pode ser feito em blogs, sites de fornecedores ou afins. Ou simplesmente esperar que isso aconteça de forma natural, coisa que, se seu conteúdo for realmente muito bom, acontecerá com o passar do tempo, sem que seja necessário tomar nenhuma atitude.

9. Escaneabilidade

A escaneabilidade nada mais é do que a facilidade de encontrar, no texto o que se está realmente procurando.

Pense em como acessa os conteúdos que lê na internet. Você acha a página, e dá aquela olhada geral para garantir que tem mesmo o que procura.

Isso deve ser pensado na hora que você está construindo seu copywriting.

Uma das formas mais efetivas de melhorar a escaneabilidade é incluir títulos, subtítulos, e palavras-chave destacadas dentro do conteúdo.

21 dicas do Copywriting

Como já deve ter percebido até aqui, a construção de um copywriting eficiente exige uma infinidade de cuidado e a aplicação de diversas técnicas.

Para ajudar você a acertar em cheio na construção de conteúdos, veja a seguir as 21 dicas infalíveis que separamos:

1. Sempre fale a verdade

Não adianta mentir. Trate sempre seu leitor com respeito e procure entregar a ele somente o que será capaz de garantir. Assim, você ganha em credibilidade e pode conseguir mídia espontânea.

2. Clareza

Nunca é demais repetir que clareza e objetividade são essenciais, principalmente nos dias nos quais vivemos, onde há pouco tempo a se perder com conteúdos irrelevantes.

Não use palavras difíceis ou técnicas

Aproxime-se o máximo possível da linguagem do seu buyer persona, mas faça isso de forma natural, leve e tranquila.

Leituras com termos muito complicados, pouco compreensíveis geralmente não são lidos até o fim e não resultam na ação desejada.

3. Objetividade

Mais uma vez, seja claro, direto. Isso facilita a comunicação, deixa a leitura mais leve e facilita o atingimento das metas.

Já ouviu falar do termo "Não encha linguiça"

Acho que já deu para entender, não é? Não tente enrolar o seu leitor, vá direto ao assunto e diga o que precisa sem enrolações, mesmo contando histórias seja objetivo.

4. Persuasão

Em todas as palavras escolhidas para a construção do seu texto, invista naquelas que garantam a atenção, a sedução e persuasão para que tomem a ação que está prevista nos seus objetivos.

De novo, seja bastante honesto.

5. Faça perguntas que obterão respostas positivas

Intrigar os leitores com perguntas são sempre excelentes formas de deixar o texto leve e interessante. Mas de preferência, busca por perguntas que tragam respostas positivas, principalmente se estiverem diretamente ligadas ao seu produto, marca ou serviço.

Textos com emoções mais positivas costumam ter resultados bem melhores do que aqueles que acabam apelando para sensações um pouco mais complexas.

6. Use CTAs convincentes

Abuse de CTAs – call to actions – claros, convincentes e diretos.

Para isso, utilize promoções, ofereça benefícios e algo em troca de uma ação que deseja. Este tipo de artifício sempre funciona com maior eficiência.

7. Utilização do Porque

Na maioria das vezes que fazemos uma busca na internet, ou chegamos a um conteúdo de texto, estamos buscando por respostas.

Então, evite ao máximo deixar seus leitores com ainda mais preocupações e dúvidas. Responda-as, através da utilização dos porquês referentes aos conteúdos que está abordando.

No copywriting, isso é ainda mais relevante, já que você pode construir as respostas ás perguntas de sua persona ao redor de seus produtos. Desta forma, vai perceber que o resultado em vendas vai ficar muito mais positivo.

8. Conte histórias o famoso Storytelling

O termo storytelling, em inglês, quer dizer contando histórias.

Um bom contador de histórias é o que mais gostamos e procuramos, em qualquer tipo de conteúdo.

Lembre-se disso na hora que estiver construindo seu copywriting. Isso não significa começar com "era uma vez" e criar personagens que não existem. Mas sim, manter uma estrutura de texto inteligente, com começo, meio e fim e que leve as respostas que seu buyer persona está buscando.

9. Gere credibilidade

Tenha sempre isso em mente: ninguém compra ou toma uma ação sem confiar. Portanto, sempre busque criar uma relação de credibilidade com seu leitor, o que só pode ser conquistado com sinceridade, transparência e clareza.

10. Transmita emoções

Emoções ajudam a vender e a conquistar consumidores. Transmita em seu copywriting, sensações de alegria, amor e diversos outros sentimentos. Este tipo de técnica ajuda a aproximar sua marca de seu cliente e facilita muito na hora de convencer a tomar alguma atitude.

11. Solicite depoimentos de clientes dos seus casos reais

A opinião de outras pessoas a respeito do produto passa transparência e confiabilidade.

Busque colocar depoimentos de clientes satisfeitos em sua página. Mas não invente informações, procure sempre incluir depoimentos reais, com nomes de pessoas verdadeiras e que realmente utilizaram seu produto ou serviço.

12. Apresente soluções reais

Este quesito só reforça o que estamos repetindo em diversos pontos deste artigo.

Procure atender de verdade as necessidades de seus clientes, apresentando soluções verdadeiras e eficientes.

13. Mostre os benefícios do serviço ou produto, gere valor!

Não venda seus produtos somente pelos seus atributos racionais, como por exemplo os que estão ligados a questões mais técnicas.

Ao invés de dizer por exemplo, que um produto tem este ou aquele elemento, demonstre o quanto pode resolver problemas reais e ainda garantir outras vantagens.

Estes diferenciais são o que chamamos de valor agregado. Cada produto ou serviço deve encontrar onde pode garantir este "que" a mais, capaz de diferenciá-lo de verdade das soluções oferecidas pela concorrência.

14. Troque descontos por Bônus

Descontos são excelentes formas de conquistar clientes e fechar compras, mas são caros.

Trocar os descontos em dinheiro por outros bônus pode ser tão eficiente e mais efetivo para sua empresa.

Os bônus variam de acordo com o mercado que atua e o tipo de consumidor que costuma atingir. Podem ser outros produtos agregados, embalagens de presente, entregas grátis, e afins.

15. Repetição

Sempre que puder, repita as informações que considera mais relevantes, mas com cuidado. Para isso, aposte em sinônimos, em frases de impacto e formas diferentes de falar a mesma coisa.

16. Use microtextos

Chamadas, frases curtas e complementos de texto ajudam a manter o interesse do leitor por mais tempo, além de garantirem uma excelente escaneabilidade.

17. Faça Projeções

Faça com seu leitor possa ter esperanças com relação ao futuro, demonstre o quanto seu produto ou serviço pode fazer a diferença em sua vida.

As projeções podem ser realizadas de acordo com o tipo de solução que está entregando.

18. Objeções devem ser antecipadas, tire todas as dúvidas

Se você conhece a fundo seu produto ou serviço, sabe quais são as necessidades reais de seu buyer persona, vai conseguir perceber que tipo de dúvidas ele pode ter ao ler seu conteúdo.

Por isso, antecipe estas dúvidas, respondendo às perguntas antes que elas sejam realizadas. Este tipo de tática é excelente para garantir a persuasão.

19. Long Copy ou Short Copy?

Não há uma resposta correta e final para esta pergunta. Tudo vai depender do tipo de conteúdo que deseja criar e seu buyer persona.

Na maioria das vezes, textos curtos e objetivos costumam garantir melhores resultados, já que se repetem menos e conseguem manter o interesse dos leitores até que finalizem o material.

20. Mensure tudo o que fizer, acompanhe as seguintes métricas:

A melhor vantagem dos dias atuais para o marketing digital e para o copywriting é que atualmente é possível mensurar tudo.

Portanto, para saber se está no caminho certo acompanhe sempre as métricas de acordo com os canais escolhidos. Veja a seguir, sobre a maioria deles:

a. Para blogs e sites

A eficiência do copywriting em blogs e sites pode ser medida de forma muito fácil.

Uma delas é inclusive totalmente gratuita e disponível em todo o mundo. Trata-se do Google Analytics, que mostra gráficos com dados precisos de tudo que acontece.

Mas entre tantas métricas, quais são as mais relevantes para medir a eficiência de um copywriting? Veja a lista abaixo:

i. Visitas na página

Mostra a quantidade total de pessoas que acessaram determinada página ou conteúdo.

ii. Visitas únicas

Mostra a quantidade de pessoas únicas que visitaram o conteúdo. Isto é, mesmo que tenham voltado várias vezes, serão contabilizadas somente uma vez.

iii. Taxa de rejeição

Significa que entraram na página mas saíram imediatamente, ao perceberem que o conteúdo não era o que esperavam, ou não tomaram nenhuma ação, como um clique por exemplo.

Verifique se o trabalho com SEO e se as palavras-chave estão sendo utilizadas de forma correta, ou se os seus Call to Actions estão de acordo.

iv. Tempo gasto na página

Esta métrica é essencial para garantir que as pessoas estão sendo fisgadas pelo seu copywriting.

Se o tempo na página for muito curto e não garantir a leitura correta, é hora de repensar suas estratégias.

Se você utilizar um blog, mantenha a estrutura site com br/blog, ou site com/blog, assim você consegue medir com mais facilidade tudo o que foi acessado na pasta /blog, em vez de ter que controlar os acessos de cada post do seu blog.

b. E-mail

Se você está apostando em copywriting por e-mail ou se convida seus consumidores através desta ferramenta, também pode ficar de olho nas métricas. Elas podem ser conseguidas através de sua ferramenta de envio ou pelo próprio Google Analytics, ou utilize as estatísticas em sua ferramenta de e-mail marketing. Acompanhe sempre:

i. Abertura

Para verificar se as pessoas estão realmente abrindo suas mensagens ou estão indo direto para o spam ou deletadas.

ii. Cliques

Quando os e-mails que foram abertos realmente resultaram em cliques, indo para as páginas indicadas pelos CTAs.

iii. Taxa de descadastro

Quantas pessoas por mês solicitam o descadastro dos e-mails enviados pela sua empresa?

Você sabe os motivos que estão levando as pessoas a tomarem esta decisão?

Fique atento e faça um bom acompanhamento.

Queremos aproveitar e mostrar para você um comparativo feito sobre as melhores soluções de email do mercado.

c. Facebook

Postagens no Facebook também devem ser acompanhadas de perto para avaliar sua performance.

As métricas ainda ajudam a encontrar insights vindo dos próprios seguidores e ajudam a encontrar formas de melhorar o copywriting.

As métricas que devem ser avaliadas na maior rede social do mundo são:

i. Seguidores

Acompanhe o crescimento de seguidores na página. Isso indica que o conteúdo está sendo compartilhado e aprovado.

ii. Compartilhamento

Bons conteúdos são compartilhados entre os amigos. Teste seu copywriting verificando estes dados.

iii. Curtidas

Essencial para saber se o que você posta, está de acordo com o que seus seguidores realmente gostam.

iv. Comentários

Nos dias de hoje, o consumidor quer abrir um canal de comunicação, dando sua opinião e melhorando a discussão.

Fique atento não somente à quantidade de comentários, mas se estão sendo positivos ou negativos, e responda sempre os comentários.

d. Para todos os canais:

Independentemente do tipo de canal escolhido, acompanhe sempre se as metas que determinou para seus conteúdos está sendo atingida. Por isso, fique de olho:

i. Quantas propostas, pedidos e vendas efetivadas foram efetivados pela campanha

Não se esqueça também de comparar um canal com o outro para verificar qual está sendo o mais efetivo.

Pode estar se perguntando, como eu vou saber de qual canal veio o cliente? É simples, pergunte para ele!

ii. Custo de produção e distribuição

Acompanhe o quanto está gastando com a divulgação.

iii. Retorno de investimento de cada campanha

Fique atento sempre ao valor que cada compra está conquistando, o que pode ser feito dividindo o valor total por vendas realizadas.

Com isso, vai conseguir acompanhar o ROI – Retorno sob investimento e quais dos canais estão sendo mais efetivos, bem como seu copywriting.

21. Faça revisões e melhorias

Acompanhar as métricas só é válido se você utilizar as informações para realizar melhorias e ajustar de acordo com seu persona.

Não tenha medo de fazer testes e ir acertando os detalhes até que consiga o máximo em eficiência.

Agora se não estiver dando os resultados esperados, mude rapidamente.

5 dicas do Design

Além do conteúdo em texto, o design também é importante na hora de atrair e fechar vendas. Portanto, atente-se também aos seguintes quesitos:

1. Utilize imagens de qualidade

2. Aposte em textos em negrito, para as palavras de destaque

3. Utilize cores certas – vermelho e laranja chamam atenção, mas precisam de cuidados

4. Utilize listas com números ou Bulletpoints

5. Seja agradável utilizando subtítulos

O que deve ter no Copywriting para Blog

Escrever em um blog não é diferente de outros canais e mídias. Mas algumas técnicas e estratégias podem melhorar a forma como seus leitores acompanham o conteúdo.

A seguir, separamos 5 dicas infalíveis que podem ser aplicadas no seu copywriting para conseguir mais efetividade. Veja só:

1. Aposte em títulos chamativos

2. Pesquise o que está falando – Conheça o conteúdo

3. Seja profundo, com informações relevantes

4. Use e teste os melhores CTAs em diferentes formatos: Texto, vídeo ou imagem

5. Coloque formulário de contatos para medir os resultados e incrementar seu malling

O que deve ter no Copywriting para seu Site ou Landing Page

Assim como em um blog, em uma Landing Page ou no site, seu copywriting deve ter algumas características diferentes. A seguir, listamos algumas delas que não podem faltar:

1. Crie um título e subtítulos chamativos

2. Conte uma boa história – com início, meio e fim.

3. Gere valor com benefícios – ofereça diferenciais

4. Vários CTAs – crie call to actions dentro do texto e espalhados pela página

5. Tenha bônus ou iscas – Ofereça vantagens em tomar ações

6. Depoimentos em texto e vídeo – Inclua depoimentos reais, baseados em clientes verdadeiros

7. Garantias – Informe as garantias de se comprar determinado produto, facilidades de devoluções ou trocas.

8. Escassez – Deixe a sensação de escassez, de raridade.

9. Informe o preço com clareza e sem pegadinhas

10. Não se esqueça de incluir formulários de venda ou contato

O que deve ter no Copywriting para E-mail

Um copywriting para e-mail deve ser bem mais curto, direto e cheio de ctas espalhados.

Não se esqueça de oferecer vantagens, como bônus e descontos e de preferência, abuse do design, colocando imagens chamativas e utilizando cores vibrantes.

O que deve ter no Copywriting para Vídeo

Um copywriting para vídeo deve ser focado em um bom storytelling.

As emoções precisam ser bem marcadas e tudo deve acontecer de forma direta, rápida e efetiva.

Enrolações devem ser evitadas e tudo deve ficar muito claro, com descrições detalhadas e o abuso de imagens.

O que deve ter no Copywriting para Facebook ou AdWords

No Facebook ou em qualquer rede social, o que vale são postagens curtas, diretas e que respondam perguntas.

É possível também apostar em somente partes de conteúdos, levando os leitores para uma página, na qual podem tomar as decisões, de acordo com o objetivo.

Se for possível use vídeos para chamar a atenção, estamos na era dos vídeos.

Já no AdWords, deve ser ainda mais direto, focando ao máximo no SEO. As palavras-chave devem ser escolhidas com cuidado total e o cta deve ser claro e direto.

Para conseguir o máximo em eficiência no Facebook ou no AdWords, siga os seguintes pilares:

1. Coloque a descrição do produto ou serviço anúncio

2. Capriche no Headline ou título, que são lidos 5 vezes mais do que o próprio conteúdo

3. Prepare textos complementares, explicando ou dando continuidade ao título

4. Não deixe de usar uma ótima imagem

Resumindo seu Copywriting

Como você pode perceber, a criação de um copywriting exige muito planejamento, cuidado e atenção total às metas estabelecidas.

Você aprendeu diversas técnicas e formas de melhorar o texto e garantir o máximo de resultados em vendas.

Mas para deixar tudo ainda mais fácil, separamos aqui um resumão geral de um bom copywriting. Uma receita de bolo mesmo, que se você aplicar vai conseguir excelentes resultados.

É importante lembrar que por mais efetivo que seja este modelo, o ideal é ir construindo sua própria forma de escrever, que vai se adaptando de acordo com o acompanhamento das métricas e com os resultados apresentados pelos seus clientes.

O que não pode faltar no seu copywriting

1. Título matador

Faça um título irresistível que chame a atenção, criando o desejo de saber mais.

2. Resolva o problema do seu cliente

Mostre como é possível resolver o problema ou questão do seu cliente através da compra do produto ou serviço. Mas continue explicando como isso será possível.

3. Abuse do Storytelling

Continue o texto contando uma história, dizendo que compreende os problemas que a pessoa passa e que tem uma solução perfeita.

Lembre-se de escrever sempre um texto que tenha começo, meio e fim.

Apresente-se como solução

Apresente sua, empresa, produto ou serviço como a única solução capaz de resolver o problema em questão, dizendo seus benefícios e diferencias.

Traga emoções onde as pessoas irão se identificar de forma clara. Nunca se esqueça que emoções vendem. Utilize-as para emoldurar os melhores atributos do seu produto ou serviço e conquiste as pessoas com mais facilidade. Gere e agregue valor.

4. Seja específico e conquiste as pessoas certas

Esta é hora de apresentar um conteúdo que poderá transformar o negócio, algo realmente relevante.

Ao pesquisar seu persona e conhecer a fundo suas necessidades, você vai ser capaz de encontrar o argumento capaz de separar o seu buyer persona - quem realmente vai efetivar a compra - dos curiosos que não tem interesse real, e só estão lendo sem grandes expectativas.

5. Valorize os depoimentos

Já falamos anteriormente o quanto apostar em depoimentos reais, de clientes verdadeiros é importante para garantir a credibilidade de sua marca, produto ou serviço.

Mas além de somente colocar os nomes e os textos dos depoimentos, você pode apostar em vídeos, contendo o nome completo da pessoa, qual é a profissão dela, idade e cidade.

Contatos são mais difíceis, mas se a pessoa aprovar, também são uma boa pedida, pois certificam a veracidade dos fatos.

6. Crie a sensação de escassez

Dizer que as ofertas e os produtos são limitados ou por tempo limitado funciona, mas se não for verdade, não por muito tempo.

Portanto crie produtos ou oportunidades atreladas que mudam com o passar do tempo.

Para isso, você pode aproveitar as sazonalidades, datas especiais e até notícias e novidades que surgem no mercado.

Toda vez que seu cliente perceber que algo é raro, terá mais agilidade em fechar a compra, o que melhora os resultados a cada mês.

7. Tenha simplicidade ao apresentar

Só para deixar este quesito ainda mais reforçado em sua mente, sempre que puder, seja direto, simples e claro.

8. Seja bem especifico

Ao invés de dizer que milhares de pessoas, ou que várias pessoas, coloque números. Isso facilita a compreensão e ajuda na credibilidade. Diga por exemplo, atuando no mercado há 10 anos, atingimos 6 estados do Brasil, já atendemos 22570 clientes, e assim por diante.

9. Valor é diferente de preço

Faça uma boa apresentação do serviço ou produto e gere valor que vai além do preço.

Para isso, você precisa encontrar quais são os diferenciais reais, o que pode fazer com que seu produto seja melhor do que os concorrentes.

Lembre-se quanto mais simples e fácil for sua solução, maiores diferenciais terão, e maiores chances de demonstrar e agregar valor.

Seja detalhista nas informações

Abra o jogo com seu cliente.

Explique claramente o que é o seu produto, o que faz de especial, quais são os problemas que ele pode resolver, o que traz de benefícios a curto, médio e longo prazo.

Aposte na apresentação dos diferenciais e aumente a proposta de valor.

10. Troque desconto por bônus

Descontos são excelentes chamarizes, mas custam caro e nem sempre trazem o cliente de volta. Bônus, podem ser mais interessantes.

Ofereça produtos complementares, conteúdos, novidades, e outros elementos que deixem os clientes sempre por perto.

11. Resolva objeções com antecedência

Para tirar as dúvidas antes que elas surjam você precisa conhecer a fundo as necessidades dos clientes e seus medos.

Portanto, responda as objeções no texto, tirando as possíveis incertezas com relação a solução que está apresentando.

12. Dê garantia real

Produtos, serviços e soluções novas podem causar um pouco de desconforto. Por isso, ofereça garantias – e as cumpra!

Podem ser entregas gratuitas, devolução facilitada e o retorno do dinheiro em caso de insatisfação, por exemplo.

Mas para isso, lembre-se de munir de contratos e regras bastante claras. Elas devem estar disponíveis no site para livre acesso. Quanto mais transparência, melhor.

13. Fale do investimento

Evite começar um copywriting falando do custo, mesmo que seja baixo.

O ideal é convencer, persuadir e conquistar durante todo o texto até que no final, venha a apresentação do valor e da forma como o pagamento pode ser realizado.

14. Faça o fechamento com chave de ouro

Depois de tanto trabalho, não deixe de facilitar a tomada de decisão do leitor, que é a realização da compra.

Portanto deixe o carrinho de compra ou o formulário de contato bem visível, com acesso fácil e rápido.

Com estas dicas, vai ficar muito mais fácil acertar em cheio no copywriting e conseguir excelentes resultados em vendas, somente com a criação e com o compartilhamento de conteúdo. E não se esqueça!

Qualidade nas informações e transparência são essenciais.

Agora se você precisar de ajuda para implementar uma estrutura de marketing digital, ou simplesmente se desejar fazer o seu negócio crescer, fique à vontade para falar conosco.

A missão das Franquias de Sucesso Liguesite é qualificarmos os empreendedores das nossas franquias para que ofereçam as melhores soluções digitais do mercado, fazendo com que produtos, serviços e marcas sejam encontradas por quem as procura.

Somos conectados e conectamos pessoas, via internet.

Faça bons negócios.

Aficionado por empreendedorismo, graduado em Tecnologia, Marketing e Economia, já geriu áreas comerciais de diversas empresas de tecnologia, participa como voluntário do ITFB e ICM, atualmente é o Diretor Comercial e Marketing da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

[email protected]

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.