Call to Action

um guia completo
Call to Action um guia completo

Por Artigo de Wallace Castro. Postado em 03/08/2017. Última atualização em 03/08/2017.

Tempo estimado de leitura: 44 minutos.

Dentro das muitas estratégias do marketing e da publicidade para atingir seus objetivos, está o Call to Action.

Na tradução livre, podemos chamar este elemento de “chamada para a ação”.

Mas afinal, na prática, o que este termo significa e por que ele é tão importante?

Para ajudar você a compreender melhor esta pequena mas importante chave, montamos um material completo, que viajará pelas diferentes formas deste elemento e quais são seus diferentes objetivos de acordo com o momento e local onde aparece.

Boa leitura.

CONTINUAR LENDO

O que é o CTA - Call to Action?

O CTA é a sigla para a expressão em inglês Call to Action, que conforme explicamos anteriormente, significa em uma tradução literal para o português, “chamada para a ação”.

Ou seja, ele é uma ferramenta para que o consumidor ou público-alvo tome alguma atitude perante um tipo de comunicação.

Esta comunicação pode se dar das mais diversas formas e formatos, como por exemplo via um anúncio de rádio, de televisão, uma mensagem em formato de merchandising em um programa, em uma propaganda publicitária impressa em revista ou jornal, em um outdoor e também na mídia digital.

O CTA é usado há muitos anos, e a forma como geralmente as campanhas, sejam elas de publicidade ou propaganda fazem com que o expeCTAdor faça algo com relação àquela mensagem.

Pode ser uma frase, uma pergunta, um convite ou um elemento gráfico.

Mas foi no universo virtual que ela tomou uma força ainda maior e se tornou, mais do que uma simples chamada, também um elemento de design e de estudo.

Todos os dias, profissionais da publicidade, do marketing e estudiosos da comunicação, buscam encontrar formas de facilitar a compreensão dos CTAs perante o público além de maneiras de torná-los cada vez mais efetivos.

A seguir, você vai fazer uma verdadeira viagem pelos diferentes CTAs, quais são seus principais usos e conhecimentos que podem melhorar a performance dos seus anúncios, dependendo de como estão sendo utilizados.

Qual o objetivo do CTA - Call to Action?

O objetivo do Call to Action muda de acordo com o que foi planejado para determinada campanha, ou peça.

Isso significa que ainda antes da composição do anúncio ou da mensagem, uma equipe decide quais são as metas que devem ser conquistadas com cada elemento.

Tudo é pensado para que se chegue no objetivo final, que pode ser a realização de um cadastro, de uma compra, o compartilhamento das informações com amigos, o envio para outra pessoa, uma assinatura ou até o simples direcionamento para outra página.

Para cada um destes objetivos, há uma forma de fazer um CTA eficiente.

Um local mais indicado para que seja aplicado, cores que podem ser utilizadas, linguagem e sinais.

Saiba mais a seguir, de acordo com cada objetivo.

objetivos do call to action

 

Direcionar para outra página (Blog, Landing Page, HotSite)

No mundo virtual no qual vivemos nos dias de hoje, é mais do que comum haver uma necessidade de direcionar o leitor para uma outra página na internet.

Pode ser um blog, uma Landing Page que vai finalizar a ação, um hotsite, uma rede social ou qualquer outro ambiente.

Nestes casos, o principal objetivo do CTA é criar o desejo de visitar este novo endereço e por isso, ele deve ser claro, simples e objetivo.

Nestes casos, geralmente cria-se um botão e provavelmente você deve ter clicado em milhares deles, muitos ainda hoje.

Estes botões geralmente são coloridos e chamativos, localizados em locais de destaque da página e estão acompanhados de frases no imperativo, como “clique aqui”, “saiba mais aqui”, “inscreva-se aqui”, ou outras frases.

Inscrição na Newsletter

Newsletters são importantes peças virtuais para empresas de todos os ramos e podem ser enviadas tanto para públicos internos quanto externos.

Geralmente trazem notícias, novidades e outras informações que devem ser difundidas.

Mas para que uma empresa possa enviar estas mensagens, que podem até gerar vendas ou melhorar o relacionamento junto com seus consumidores, as empresas precisam que as pessoas se inscrevam e aprovem seu recebimento.

Por isso, geralmente cria-se botões de CTA espalhados no site, em e-mails marketing enviados, em redes sociais ou outros canais com o intuito de chamar as pessoas para que se inscrevam.

Estes botões, assim como os de direcionamento, são coloridos e acompanhados de mensagens para que a pessoa se sinta atraída a clicar neles.

Fazer um download

Da mesma forma que outros CTAs citados anteriormente, este tem como objetivo chamar as pessoas para realizarem o download.

Pode ser em formato de botão ou de link e informa que ao clicar ali, o download se iniciará.

Os CTAs de download podem estar localizados em diversas partes do site, blog, Landing Pages, canais e formatos, tudo vai depender do planejamento da campanha.

Compartilhar, curtir ou fazer comentário na rede social

Estes botões estão espalhados nas mais diversas comunicações virtuais, já que as redes sociais têm ganhado cada vez mais força.

Há uma infinidade de formas de incluí-los, mas as formas mais inteligentes de se aplicar os CTAs para este tipo de objetivo é aproveitar da linguagem e dos símbolos das próprias redes e utilizar a linguagem usual de cada uma delas.

Seguir a rede social

Assim como nos objetivos citados anteriormente, um convite para seguir uma rede social, um seja, um CTA para segui-la pode ser feito de forma literal, com textos ou ainda somente incluindo os botões de cada um dos canais onde se deseja seguidores.

Assistir um vídeo

O CTA para assistir a um vídeo também não tem nenhum segredo e nos dias de hoje ele é muito utilizado já que estamos na era dos vídeos.

Geralmente é feito em forma textual e acompanhado do plugin com o próprio vídeo embedado.

Participar de um curso ou evento

Muito utilizado em promoções de empresas e marcas, o convite para participar de um evento pode ser feito das mais diversas formas.

O CTA pode não levar a uma ação imediata naquele momento, mas pode ser reforçado ao indicar que se inscreva para um lembrete, aprovando para marcar em sua agenda virtual e muito mais.

Responder uma pesquisa

Conseguir que as pessoas respondam a uma pesquisa não é uma tarefa fácil.

Por isso, além de um CTA bem localizado e direto, é preciso que os planejadores da campanha encontrem uma linguagem ideal, e quem sabe, entregar algo em troca para que as pesquisas sejam preenchidas de forma correta e sincera.

Utilize Call to Action nos processos de conversões

O Call to Action é uma importante ferramenta para incentivar uma tomada de ação por parte do consumidor ou público-alvo e por isso é perfeito para o processo de conversão.

Mas lembre-se, sua empresa precisa se comunicar de forma adequada com o seu público, e para isso a primeira ação é definir seu buyer persona, não sabe o que é?

Não se preocupe continue lendo esse artigo, pois veremos esse conceito logo abaixo.

Depois de ter definido seu buyer persona, vamos entender um pouco sobre um conceito bem difundido chamado AIDA.

Dependendo da forma como seu Call to Action é planejado, construído e localizado, pode garantir que o consumidor faça uma jornada e cumpra diferentes objetivos, como você aprenderá em seguida:

funil de vendas AIDA

1) Atenção

Segundo a neurociência você terá 3 segundos para chamar a atenção do seu consumidor, então esse é o momento de conquistar a atenção exclusiva do seu consumidor digital e seguir até a próxima etapa.

2) Interesse

Um CTA pode despertar o interesse de quem recebe a mensagem, de forma simples, direta e muito objetiva.

Para isso, você pode, por exemplo criar botões coloridos, localizados em espaços de destaque no site, loja virtual, Landing Page, hotsite ou outra peça publicitária, chamando para saber mais, conhecer mais e outras expressões.

Pronto interesse aguçado é ora de passar para mais uma etapa.

3) Desejo

Os desejos devem ser também acordados dentro de quem recebe a mensagem, e um Call to Action bem planejado e posicionado é capaz de fazer isso.

Basta acertar na linguagem e no apelo e esperar os resultados.

Seu consumidor começará a querer seu serviço ou produto, é hora de atingir mais uma etapa.

4) Ação

O Call to Action em si é uma chamada para a ação e este é seu principal objetivo.

Portanto, ao invés de uma mensagem ser somente algo inerte e de mão única, ele garante que o receptor tome uma atitude e abra um canal para os próximos passos, tudo de acordo com o objetivo final planejado.

Quer saber mais sobre o AIDA?

Faça o download agora mesmo do E-book: Crie sua Persona e aprenda sobre o Funil de Vendas com AIDA.

O Call to Action leva a conversão

Portanto, é possível perceber que independentemente de qual seja a etapa a ser conquistado com determinada peça ou comunicação, o CTA é a peça chave capaz de tirar o receptor da mensagem de um estado de inércia para a ação, para o movimento, e por consequência para a conversão desejada.

Call to Action na prática

Agora que você já aprendeu toda a teoria necessária para compreender o Call to Action e como ele funciona em diversas ocasiões, já podemos ir além dentro do assunto.

É chegada a hora de descobrir como que este elemento funciona na prática da comunicação e quais são as características que devem ser respeitadas para que sua eficiência seja maior.

Você aprenderá sobre quais textos costumam ser mais utilizados, quais as características destes textos e até formas de aplicá-lo.

Vai descobrir ainda como planejar um CTA e deixá-lo se tornar realmente um transformador dentro de sua comunicação cotidiana com clientes e possíveis clientes.

Textos do Call to Action

A grande maioria dos Call to Action são realizados com a união de elementos gráficos e de texto.

O texto precisa necessariamente ter uma linguagem curta, direta e efetiva, acertando em cheio na forma como o seu receptor se comunica.

Quanto mais direto, mais efetivo será este Call to Action e quanto mais claro, melhor. Mas não basta somente colocar qualquer tipo de palavra.

O verbo, dentro deste universo, ganha um poder superior.

Estrutura dos textos do CTA

O ideal é que o CTA seja um convite, ou até, uma ordem.

Por isso, os verbos precisam necessariamente serem utilizados na sua forma imperativa, como por exemplo: clique, faça, leia, conheça e assim por diante.

Este tipo de linguagem é utilizado porque garante uma ação imediata e não cria dúvidas dentro da mente da pessoa que está lendo a mensagem.

O cérebro funciona diferente com estes tipos de palavras, pois associam a algo que precisa ser feito agora, cria uma certa urgência.

Além dos verbos no imperativo, o CTA pode ainda conter benefícios, alguma troca.

Assim a pessoa percebe que se tomar alguma ação vai ser recompensado. Números também são efetivos, já que garantem uma leitura rápida.

É claro que precisam estar dentro do objetivo da peça em questão.

E por último, ofertas.

Botões com ofertas são sempre muito eficazes pois trazem o benefício claro, indicam uma vantagem em tomar uma atitude qualquer.

Portanto, sempre que pensar em criar um CTA para sua comunicação, lembre-se das seguintes palavras-chave:

  • Verbo imperativo
  • Benefícios
  • Números
  • Ofertas

Call to Action como aplicar de forma certeira

O Call to Action deve ser aplicado em praticamente toda a comunicação ou peça na qual se deseje que o leitor ou consumidor tome alguma atitude a respeito, seja ela um novo clique, um cadastro, uma compra, ou outra ação desejada.

Mas não basta somente sair aplicando textos ou botões.

É preciso planejar tudo com cuidado e estar sempre atento a todos os detalhes.

Um dos pontos essenciais para se fazer um bom Call to Action é a definição da persona.

A persona nada mais é do que personificação do público-alvo, porém de uma forma mais detalhada.

É uma técnica muito comum no marketing que cria uma pessoa, que representa todo o público, em idade, gênero, comportamentos de compra, necessidades, desejos, nome e muito mais.

Portanto, antes, é preciso conhecer a fundo quem é a pessoa que estará sendo atingida pela mensagem e qual é a persona que se deseja alcançar.

Se, portanto, a pessoa que você deseja atingir for um profissional da saúde, faça CTAs voltados ao universo que mais lhe interessa.

Em seguida, é preciso prestar a atenção em que estágio da comunicação se está sempre levando em consideração o objetivo.

Imagine por exemplo que é a primeira vez que se entra em contato com alguém.

Ao invés de sair criando um CTA direto para a compra, o ideal seria criar um para que a pessoa venha conhecer marca, quais são seus produtos e serviços e posicionamento.

É preciso ainda ficar atento ao contexto.

Isso se refere tanto à mensagem da peça ou da comunicação em si, como a respeito da própria relação já existente e do momento do mercado.

Você pode aproveitar acontecimentos da vida real, para criar Call to Actions ainda mais instigantes e eficientes.

Formatos de Call to Action - botões, Banners, textos com links

Um Call to Action pode ter diversos formatos.

Todos eles podem ser efetivos e o resultado vai depender do tipo de peça, de persona, do contexto e claro, da persona a ser atingida.

Entre os principais formatos de Call to Action, podemos citar:

  • Botões

 

cta usando botoes

 

  • Banners

 

cta usando banners

  • Textos com links

 

cta usando texto

É possível ainda que os CTAs sejam posicionados dentro de imagens, personagens e afins.

O formato importa, bem como sua cor e mensagem e juntos garantem que a ação seja tomada ou ignorada.

Acompanhe a seguir, algumas dicas para fazer com que todo CTA que criar, seja capaz de conseguir excelentes resultados.

6 dicas para fazer e usar Call to Actions matadores

Vamos ver a seguir algumas dicas para que você consiga obter mais sucesso em seu Call to Action.

Usar cores vivas

cta cores vivas

Cores chamativas ajudam a melhorar a eficiência de qualquer CTA.

Portanto, não tenha medo de apostar nos vermelhos, laranjas, amarelos e verdes vibrantes.

O ideal é que se destaquem do restante dos elementos e se tornem um ponto que não pode ser ignorado ou desapercebido.

Para acertar no tipo de cor que mais chama a atenção de sua persona, faça testes e envie peças com cores diferentes para verificar qual tem a melhor taxa de conversões.

Só tome cuidado com as cores dos textos que vai colocar, para que não fiquem ilegíveis para certos grupos de pessoas.

Qual o melhor posicionamento

posicionamento do cta

O local onde está localizado na peça também é importante, parece bem óbvio isso né, o que não é óbvio foi o estudo sobre o rastreamento do olhar humano realizado por Nielsen Norman Group, ele pode detectar que os seres humanos leem um conteúdo da internet no formato de F, veja como mostra a figura acima.

Incrível né? No estudo acima mencionado Nielsen Jakob avaliou o comportamento de 232 internautas, gravando cada olhar, e chegou a essa conclusão, mesmo navegando em diversos sites diferentes.

Um consumidor ao acessar um site, a primeira leitura feita é na parte de cima de forma horizontal.

Isso quer dizer que posicionar o call to action nesse lugar pode aumentar e muito a taxa de cliques.

O ideal então é que fique nesta área nobre, ou então, como a maioria das pessoas já está preparada, no final da comunicação.

De forma geral podemos dizer que não há uma receita de bolo para a localização dos CTAs, e que cada público, objetivo e peça pode ter a melhor solução.

Mais uma vez, a melhor forma de saber como acertar, é testar.

Usar imagens marcantes

As imagens são importantes elementos de uma comunicação, pois geram uma identificação imediata e ajudam a passar a informação desejada com mais clareza.

Portanto, aposte nas imagens para compor o seu CTA, seja ele em forma de botão, banner, texto ou qualquer outro.

Você pode apostar em imagens dentro do CTA, fora dele, emoldurando, ou até apontando e facilitando que seja encontrado.

Você poderá usar uma moldura também como na figura abaixo:

cta com imagens marcantes

Vale tudo para conseguir que ele fique ainda mais em destaque.

Usar setas

As setas são antigas conhecidas da comunicação e deixam qualquer mensagem mais fácil de compreender.

Aposte em flechas apontando para seus CTAs, facilitando com que sejam encontrados mesmo por quem não for ler a mensagem inteira.

Elas podem estar em cores vibrantes, combinando com os botões ou ainda serem colocadas de forma mais discreta, com mãozinhas apontando e outros elementos que lembram setas e tem o mesmo objetivo: apontar a direção certa.

cta com setas

Alternar tamanhos

Se você envia mensagens constantemente e perceber que a eficiência dos Call to Action está diminuindo, então é chegada a hora de alternar os tamanhos.

Faça CTAs menores, maiores, em formatos diferentes e experimente.

Verifique o mais funciona para seu tipo de caso e aproveite os benefícios.

Usar um ótimo Copy

Um copy na verdade é a união de elementos importantes que fazem um CTA se tornar realmente eficiente, vejamos um exemplo: cta com copy Ele precisa ser apelativo e realmente interessante para o seu persona para que as suas metas sejam conquistadas. Entre as dicas para deixar o copy do seu CTA mais efetivo, podemos citar:

a) Defina uma boa meta

Saiba o que deseja com o CTA, que tipo de ação deseja que o receptor tenha.

Mais uma vez, o planejamento da peça e a definição dos objetivos são sempre a parte mais importante da criação de qualquer CTA.

b) Escolha a cor ideal

Não custa repetir que as cores utilizadas para seu CTA são extremamente importantes para o seu resultado.

c) Elementos de apoio

Elementos de design linkados ao CTA são essenciais.

Podem ser sombreamentos, negritos, sombras e linhas. Encontre o que mais funciona no seu layout e abuse deles.

d) Foque em uma mensagem curta

Os CTAs precisam ser curtos e precisos, com a menor quantidade de informação possível.

O ideal é buscar sempre por um Call to Action com poucas palavras e de preferência, sem pontuação.

e) Acerte na linguagem

Saiba como sua persona se comunique e utilize os mesmos termos.

Evite palavras difíceis, com significado dúbio ou técnicas de mais.

f) Escolha as palavras com cuidado

Mesmo que as palavras tenham o mesmo significado, algumas são mais usuais e simples do que outras.

Aposte sempre na simplificação da mensagem e os resultados do seu Call to Action serão muito melhores.

Como fazer o Call to Actions ser clicado

O Call to Action é algo simples, mas que demanda um grande planejamento.

Afinal, é ele o elemento mais importante de seu site, Landing Page, Loja Virtual para realizar a conversão desejada.

É ele quem incentivará o usuário a realizar alguma ação.

Você aprendeu diversas dicas de como deixá-lo mais efetivo até aqui, mas vamos continuar reforçando para que acerte com mais facilidade no seu Call to Action. Veja só:

Especificidade

Seja direto, específico, não deixe dúvidas.

Diga para sua persona o que ele precisa fazer e o que ele vai conseguir ao clicar no seu Call to Action.

Exemplos: “Baixe aqui seu e-Book” ou “Assista o vídeo agora”, não seja genérico demais e evite usar “contato” ou apenas “clique aqui”.

Oportunidade Urgente

Uma das melhores formas de conseguir uma ação imediata é dizer para seu persona que se trata de uma oportunidade rara, urgente, que tem prazo para acabar.

Portanto, coloque informações como “só hoje”, “só até sexta”, “compre agora”, e por aí vai.

Números que atraem

Números são mensagens claras, sem ambiguidade.

Além disso, podem garantir benefícios diferenciados.

Informe a quantidades, como por exemplo “baixe até 5 livros”, “compre 3 pague 2”, “compre agora com 33% de desconto – só hoje” e assim por diante, sempre de acordo com os objetivos de sua peça.

Garantias

As pessoas sempre buscam ficar seguras em suas ações.

Por isso, oferecer garantias é sempre uma boa forma de conseguir que a pessoa atenda o Call to Action, sem nenhum medo. “Se dentro de 30 dias a partir da sua inscrição, você não achar que o valor do treinamento foi bem investido, basta enviar um e-mail que devolveremos 100% do seu investimento.

Sem perguntar, sem letras no rodapé”.

Cores impaCTAntes

Jamais esqueça do poder que as cores podem ter.

O ideal é apostar em cores vibrantes, que acabam transformando o Call to Action no ponto mais chamativo de toda a peça ou comunicação.

Oferta imperdível

Crie um desejo irresistível de tomar uma atitude com seu Call to Action.

Promoções e ofertas irresistíveis sempre funcionam.

Ofereça bônus superiores se a pessoa clicar neste momento, brindes e outros benefícios diferenciados. Esta tática sempre funciona.

Use bônus

Bônus são formas de mostrar para seu persona que são importantes e que se tomarem alguma ação, serão recompensados de forma especial que outros clientes.

Este tipo de CTA sempre costuma garantir bons resultados e conversões muito superiores do que os outros tipos.

Faça valer a pena

Resumindo, o ideal é oferecer sempre algo em troca de uma ação.

As pessoas gostam de se sentir recompensadas por suas ações e se sentem mais atraídas quando percebem que estão em vantagem.

O CTA neste caso, precisa seguir o contexto do restante da peça, buscar atingir a meta desejada e estar de acordo com as reais necessidades da persona.

Assim, fica mais fácil encontrar qual é o gatilho que faz valer a pena e pode levar a tão desejada conversão final.

Onde usar Call to Action

O Call to Action pode – e deve – ser utilizado em qualquer tipo de comunicação na qual se deseja que o receptor tome alguma atitude.

Mas no universo digital, ele acabou se tornando um elemento ainda mais importante e de extrema necessidade.

Engana-se que os Call to Action virtuais ou digitais devem estar presentes somente em e-mails marketing e newsletters.

Eles podem estar presentes nos mais diversos tipos de sites e mídias, como os que estão indicados abaixo:

Em uma página do site

Você pode incluir um CTA em qualquer página no seu site, sempre tendo em mente algum objetivo diferenciado.

Pode por exemplo, incluir em uma página que reúna as categorias de produtos, indicando para clicar e conhecer cada um deles em especial.

Pode ainda colocar os CTAs dentro das páginas dos produtos, chamando para a compra ou para conhecer outros produtos semelhantes.

Escreva algo como: “Compre agora” ou “Clique aqui e encontre mais ofertas”.

Em um post do blog

Nas páginas voltadas exclusivamente para conteúdos, também é possível incluir os mais diversos CTAs.

Como bons exemplos, podemos citar um CTA para continuar lendo sobre o assunto em uma postagem mais antiga, ou em outra página, ou ainda para que o leitor compartilhe o conteúdo em suas redes sociais.

Você pode escrever algo como: “Continue lendo sobre – assunto do texto – aqui”, ou ainda “Leia mais sobre – nome do assunto – aqui”.

Em uma Landing Page

As Landing Pages não precisam necessariamente ser o ponto final do contato com o visitante.

É possível incluir Call to Actions também nelas.

Se for uma página de cadastro, por exemplo, você pode criar um CTA para conhecer outros conteúdos, se for para a realização de um download, pode criar um CTA para compartilhar em redes sociais ou diversas outras ações.

E nestes casos, pode criar CTAS com o texto: “Cadastre-se aqui” ou “Siga-nos nas redes sociais”.

Em um hotsite

Hotsites são excelentes locais para se incluir CTAs, já que são sempre diretos e focados em objetivos bastante claros.

Você pode incluir um CTA por exemplo para que as pessoas se mantenham coneCTAdas com o motivo da criação do hotsite, se inscrevendo para o recebimento de newsletters e outras mensagens.

Pode também solicitar que entrem em contato, por e-mail, somente com a criação de um botão bem localizado.

Neste sentido, o Call to Action pode ser “Fale conosco” ou “Inscreva-se para receber nossas ofertas”.

Acima neste artigo já vimos alguns exemplos para site, blog, Landing Page e hotsite, agora é usar a sua criatividade, ou você pode falar conosco agora mesmo.

Na rede social

Os CTAs também podem estar presentes nas redes sociais, sejam em postagens ou imagens.

Call to Action em Facebook

Você pode por exemplo colocar um CTA para que se mantenham coneCTAdos com a marca em outros canais, para que continuem lendo o conteúdo no blog, ou ainda que compartilhem, curtam e ajudem a aumentar a visibilidade da peça.

O CTA pode ter os textos: “Compartilhe com os amigos” ou “Gostou? Então curta nossa página”.

Em um e-mail marketing

Talvez o e-mail marketing seja o lugar no qual um CTA é mais objetivo.

Afinal, as peças curtas e de comunicação rápida sempre possuem um objetivo marcante, que pode ser uma compra, a assinatura de uma petição, de newsletter e muito mais.

Call to Action em E-mail

 

Como exemplos de CTAs em e-mail marketing podemos citar a compra de produtos específicos ou ainda a participação em pesquisas de satisfação.

Veja alguns exemplos para e-mail: “Compre agora” ou ainda “Responda à pesquisa aqui”.

Aproveite as dicas e veja esse comparativo feito sobre as melhores soluções de email do mercado.

Links Patrocinados

Os links patrocinados são anúncios que podem aparecer tanto nos buscadores, como Google, Bing e afins como em outras páginas e blogs.

Por isso, criar CTAs nos links patrocinados é sempre muito importante e devem ser pensados com cuidado, veja um exemplo:

Call to Action em Links Patrocinados

 

Como principais tipos de CTAs colocados em links patrocinados, podemos citar os que convidam para conhecer o site ou os que chamam para fazer uma ligação telefônica imediata.

O CTA, portanto, pode ser: “Acesse o site” ou “Ligue agora”.

Em Vídeos

Também é possível e super indicado, incluir Call to Actions em vídeos.

 

 

Eles podem ser colocados dentro do próprio vídeo, convidando para conhecer outros materiais semelhantes, ou ainda convidar a pessoa a conhecer o site, ou se inscrever no canal, ou outras páginas.

Nestas situações, o call to action pode ser: “conheça outros vídeos” ou “saiba mais no site”.

Call to Actions precisam ter resultados mensuráveis

Assim como tudo no universo digital, de nada adianta criar um Call to Action se ele não é medido.

É preciso sempre ficar atento para verificar se as estratégias que estão sendo colocadas em prática, realmente estão sendo eficazes.

Mas afinal, como fazer isso? A boa notícia é que há formas até que relativamente bastante simples que facilitam a mensuração e indicam se as metas estão sendo batidas.

Entre as formas disponíveis, podemos citar:

CTR Through Rate ou Taxa de cliques

CTR é a taxa de impressões x cliques.

Isto é, indica quantas vezes a mensagem foi vista e quantas foram realmente clicadas.

Se o CTR estiver muito baixo, significa que seu Call to Action não está sendo efetivo.

No universo virtual, as taxas de CTRs não costumam mesmo ser muito altas.

Caso o seu malling seja comprado, algo em torno de 5% já é bem alto, mas se for um malling construído por você, o ideal é que gire em torno de 7 a 8%, dependendo de seu histórico.

Taxa de Rejeição da Página

A taxa de rejeição mostra a quantidade de pessoas que entraram em sua página, mas saíram na mesma hora, ou não clicaram em mais nenhum botão ou CTA dentro da página.

Isso representa que o Call to Action não está atingindo as pessoas corretas ou que o conteúdo de sua Landing Page não é eficiente.

Faça testes para corrigir os problemas, mas não deixe para lá, isso não se resolve sozinho.

Tempo de permanência na página

Assim como a taxa de rejeição, o tempo na página também representa que a pessoa encontrou o que realmente desejava.

Se o tempo é curto demais, significa que a página não está otimizada ou ainda que o Call to Action não está atraindo as pessoas corretas.

Google Analytics

Estas e outras informações podem ser encontradas nos relatórios do Google Analytics.

Utilizar a ferramenta é totalmente gratuito e qualquer pessoa pode fazer o acompanhamento, desde que o site seja realmente de sua propriedade.

Dentro do Analytcs é possível encontrar relatórios que apontam dados exclusivos de suas páginas, basta incluir códigos que são informados dentro da própria ferramenta.

Criar um bom Call to Action é melhorar os resultados

Neste material você aprendeu tudo a respeito de um Call to Action.

O que é, para que serve, como deve ser aplicado e utilizado e mais, dicas sobre como deixá-lo cada vez mais efetivo.

É importante sempre lembrar que um bom Call to Action é muito mais do que um simples elemento em uma página ou peça.

Ele é uma das ferramentas mais efetivas para fazer com que o público tome uma iniciativa e finalize a conversão, seja ela uma compra, ou qualquer outro objetivo.

Mas para isso, é preciso sempre planejar com cuidado, criar com máxima atenção aos detalhes e por último, fazer testes, monitorando os resultados a fim de encontrar quais são só tipos de CTAs que são mais eficientes para cada tipo de campanha.

É só colocar em prática e aproveitar os benefícios que um Call to Action pode oferecer.

Agora se você precisar de ajuda para implementar uma estrutura de marketing digital, ou simplesmente se desejar fazer o seu negócio crescer, fique à vontade para falar conosco.

A missão das Franquias de Sucesso é juntos conectar pessoas ao seu negócio por meio da internet!

Seja estratégico, conecte-se.

Aficionado por empreendedorismo, graduado em Tecnologia, Marketing e Economia, já geriu áreas comerciais de diversas empresas de tecnologia, participa como voluntário do ITFB e ICM, atualmente é o Diretor Comercial e Marketing da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

sac@liguesite.com.br

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.