Franqueador e Franqueado: como funciona essa relação? Entenda!

Franqueador e Franqueado: como funciona essa relação? Entenda!

Por Artigo de João Cesar. Postado em 11/05/2017. Última atualização em 11/05/2017.

Tempo estimado de leitura: 11 minutos.

Se você deseja empreender com segurança, provavelmente já pensou em abrir uma franquia. Afinal, ao lidar com negócios que já têm boa aceitação no mercado, o empreendedor tem mais chances de ter sucesso em sua empreitada.

Mas para ter a certeza de que esse é o investimento certo para você, é importante saber quais são as responsabilidades do franqueador e do franqueado.

Antes de tudo, os dois precisam manter um bom relacionamento.

O sucesso de um depende do outro e se uma parte falhar em suas responsabilidades, as duas saem perdendo.

Por isso, é importante analisar muito bem o perfil da franqueadora antes de investir no negócio.

A mesma análise de perfil é feita pela franqueadora em relação ao franqueado, pois uma pessoa sem compromisso pode comprometer a imagem da marca, e a operação da franquia. Confira abaixo quais são os papéis do franqueador e franqueado.

CONTINUAR LENDO

Qual é o papel do franqueador?

Definir e testar o conceito de negócio a ser franqueado

Antes de transformar o negócio em uma rede de franquias, a franqueadora tem o dever de testar o modelo de negócio para ver se ele alcança públicos diferentes em diversas localidades.

Estudar a viabilidade do negócio na região de interesse do franqueador é importantíssimo para evitar prejuízos desnecessários.

Além disso, é responsabilidade do empresário estabelecer normas e padrões de gestão de negócio a serem observados pelos franqueados.

Deve ser desenvolvido um manual de franquia com orientações dos padrões a serem seguidos pela rede.

Capacitar os franqueados para gerir negócio

Outra responsabilidade da franqueadora é capacitar os franqueados para que eles consigam gerir o negócio.

A franqueadora deve oferecer treinamento para o gestor e funcionários da franquia, para que eles conheçam a rede e os serviços ou produtos com os quais ela trabalha.

Além do treinamento, a rede deve orientar sobre melhores propagandas e marketing, bem como apoiar em questões sistêmicas, ajudar a entender assuntos administrativos, financeiros, comerciais e atendimento ao cliente, de acordo com as normas de qualidade da franquia.

Apoiar o franqueado durante toda a vigência do contrato

O franqueador deve dar suporte ao franqueado durante toda a vigência do contrato.

Existem modelos de franquias que um profissional de campo também é disponibilizado para fazer visitas frequentes às unidades franqueadas, com o objetivo de verificar o andamento do negócio.

Caso alguma unidade não esteja gerando a receita esperada, cabe a este profissional identificar o problema e propor soluções para o franqueado.

Formalizar todo o processo de abertura da franquia

A franqueadora deve redigir contrato com todas as regras e obrigações de ambas as partes.

Além disso, ela deve disponibilizar o COF (Circular de Oferta de Franquia), documento que apresenta todas as condições legais do negócio.

Este documento conta informações como pagamentos de taxas royalties, prazo de vigência de contrato, entre outras informações.

É importante documentar também relatórios de todas as visitas de campo feitas (caso esse modelo se aplique) às unidades franqueadas e atas de reuniões importantes.

Vale ressaltar que a falta de instrumentos jurídicos podem trazer danos ao franqueador em caso de disputa judicial com um franqueado que não cumpre as regras estabelecidas.

Isso pode gerar prejuízos para todas as partes.

Preservar a boa imagem da marca

A credibilidade da marca é um dos motivos os quais muitos empreendedores escolhem apostar no modelo de franchising.

Por isso, a franqueadora deve zelar pela boa imagem da empresa.

Para isso, ela deve analisar com cuidado o perfil dos empreendedores interessados em adotar seu modelo de negócio para não prejudicar a imagem da marca.

Além disso, o franqueador investe em campanhas de marketing que fortaleçam a marca da empresa.

Conheça mais com nosso Treinamento de franchising OnLine.

Qual é o papel do franqueado?

Seguir o modelo de negócio da franquia

Para que a relação entre franqueador e franqueado seja produtiva, o franqueado deve seguir rigorosamente o modelo de negócio estabelecido pela franqueadora.

É importante observar as normas e padrões estabelecidos em relação à operação, implantação e gestão da unidade franqueada.

O franqueado deve utilizar somente produtos, serviços e fornecedores definidos ou autorizados e, mesmo que ele tenha tenha investido na franquia, precisa de permissão da franqueadora para tomar decisões importantes referentes ao seu negócio.

Realizar todos os treinamentos sugeridos pela Franqueadora.

Dedicar muito tempo na operação da Franquia.

Investir no negócio para que ele cresça

O franqueado deve se lembrar que para ter lucros, ele deve investir no negócio. Não é porque ele abriu uma franquia que os lucros vêm por si só.

A franquia deve se manter funcionando dentro dos padrões de qualidade da rede, por isso é necessário investimento constante com equipamentos, mão de obra qualificada e manutenção do espaço físico.

Há casos como as Franquias Virtuais que mão de obra, equipamentos e pontos comerciais tem um investimento menor, e muitas vezes são operadas pelo próprio dono da Franquia, porém identificar seu perfil e agregar profissionais e recursos que supram suas deficiências é fundamental para um bom resultado.

Pagar devidamente taxas e royalties

O franqueado deve pagar devidamente à franqueadora todas as taxas estabelecidas em contrato como: taxa de franquia, royalties, fornecedores homologados.

A contribuição para as campanhas de marketing de publicidade também deve ser paga conforme regras do contrato.

Cumprir metas de vendas

Todo negócio tem metas estabelecidas de vendas e lucros, e no modelo de franchising, isso não é diferente. O franqueado deve trabalhar para se destacar e cumprir as metas estabelecidas.

A unidade franqueada deve trazer lucro para a franqueadora também, afinal, essa é uma das bases do relacionamento entre ambos.

Atingiu a meta? Reavalie para metas maiores. Não atingiu as metas?

Avalie onde estão os pontos a serem ajustado, ajuste-os e rode o processo novamente.

Fornecer relatórios constantemente

Outro ponto importante para uma relação duradoura entre franqueador e franqueado é o fornecimento de relatórios constantes.

O franqueador deve ser informado sobre vendas mensais e lucro das unidades franqueadas. Isso pode ser através de planilhas, sistemas ou outro recurso que o franqueador utiliza.

É através dos relatórios que o franqueador tem certeza de que está recebendo corretamente as taxas de royalties devida, pois muitas franquias pagam uma porcentagem referente ao lucro obtido.

Veja ainda as 4 dicas para para encontrar a melhor Franquia.

Propor inovação e enriquecimentos para a franquia

Mesmo que a franquia seja um modelo pronto, inovar em produtos e serviços pode trazer grandes benefícios a toda a rede.

Por isso, o franqueado deve estar disposto a propor novos produtos ou serviços que agreguem valor ao empreendimento.

É importante que o franqueador e franqueado cumpram suas responsabilidades e mantenham uma comunicação eficiente sobre o andamento do negócio.

Somente assim, terão uma relação de sucesso e a parceria trará prosperidade para os dois lados.

Agora que você já sabe como deve ser a relação entre franqueador e franqueado, descubra se vale a pena investir em uma franquia!

Se você precisar de ajuda para escolher a melhor franquia para investir, ou simplesmente deseja abrir o seu próprio negócio, para ter mais segurança, liberdade e crescer, fique à vontade para falar conosco.

A missão das Franquias de Sucesso Liguesite é qualificamos os empreendedores das nossas franquias para que ofereçam as melhores soluções digitais do mercado, fazendo com que produtos, serviços e marcas sejam encontradas por quem as procura.

Somos conectados e conectamos pessoas, via internet.

Palestrante e pós graduado em tecnologia, vem empreendendo há 20 anos em diversos segmentos do mercado, atualmente participa como voluntário do ITFB e ICM, é conselheiro da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

sac@liguesite.com.br

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.