Guia completo: entenda como montar um e-commerce de sucesso

Guia completo: entenda como montar um e-commerce de sucesso

Por Artigo de João Cesar. Postado em 16/05/2017. Última atualização em 16/05/2017.

Tempo estimado de leitura: 31 minutos.

Montar um e-commerce não é um bicho de sete cabeças, mas é preciso se engajar e ter ciência de que é um negócio como qualquer outro.

Um e-commerce de sucesso exige planejamento, capital e um trabalho contínuo.

Com uma expectativa de crescimento de 15% para este ano, o e-commerce é uma das áreas mais desejadas para investimento em novos empreendimentos.

E com o desenvolvimento tecnológico avançado, novas perspectivas são aderidas ao ramo.

Este artigo é um guia completo para você entender como montar um e-commerce. Mostraremos o passo a passo para desenvolver o seu negócio e as dicas essenciais para ter um e-commerce de sucesso. Acompanhe!

CONTINUAR LENDO

6 passos para montar um e-commerce

Um e-commerce de sucesso deve combinar funcionalidade, usabilidade, design, confiança e segurança.

Sem esses elementos otimizados, não importa preço nem qualidade do produto, fatores que já são óbvios.

Assim, para montar um e-commerce de sucesso, siga estes passos abaixo.

Planejamento

É bom lembrar que montar um e-commerce, inicialmente, exige a mesma burocracia de abertura como qualquer outra empresa.

Constituição empresária, CNPJ, Junta Comercial, etc.

Então, o primeiro passo após tomar a decisão é conversar com um profissional contador para dar início ao processo.

Enquanto o escritório de contabilidade cuida dos procedimentos de abertura de empresa, você vai se preocupar com o planejamento do seu e-commerce.

Essa é uma etapa importante, pois é nela que você vai definir seus objetivos, estabelecer suas metas de crescimento, planejar seu capital e todos os demais detalhes necessários para ter um e-commerce de sucesso.

Escolha da plataforma

Quando iniciamos os procedimentos técnicos, isto é, a parte prática de montar um e-commerce, a primeira coisa a ser definida é a escolha da plataforma mais adequada para a sua loja virtual.

Há diversos tipos de plataformas para montar um e-commerce:

Sistema Open Source

São plataformas com licença GNU (General Public License), caracterizadas pelo código-fonte livre e completamente modificáveis.

Suas vantagens são o valor ― não são caras ― e o fato de permitirem modificações conforme a vontade do usuário.

O lado negativo é que se exige um alto conhecimento técnico, o que implica duas possibilidades: ou o proprietário do e-commerce contrata um especialista de sua confiança e fica dependente dele, ou aprende por si próprio a configurar o sistema, algo que exige um bom tempo de aprendizagem, pois o sistema é complexo;

Sistema SaaS (Software as a Service)

Também conhecido como plataforma para alugar, o SaaS é um sistema que possibilita obter um e-commerce pagando uma taxa periódica, e pode ser mensal, trimestral, semestral ou até anual, como se fosse de fato um aluguel.

Geralmente, vem com um pacote de serviços, inclusive manutenção técnica e serviço de customização e atendimento.

Por outro lado, a customização é mais limitada nesse tipo de plataforma, além de você não ter total controle do sistema;

Loja própria

Esse sistema se trata de uma solução que exige o maior investimento econômico, pois gera o custo de desenvolvimento, por um ou mais programadores, de uma plataforma exclusiva, criada especialmente para o seu negócio.

Portanto, ela não poderá ser revendida em escala, como as demais.

Se o custo é uma desvantagem, a total customização e controle são pontos positivos.

Marketplace

É um lugar comum a várias lojas, como se fosse um shopping center virtual.

A vantagem de usar um marketplace é fazer uso de um portal já conhecido (como o Alibaba, o Mercado Livre ou o eBay) e fácil de ser encontrado.

A desvantagem é que você estará no meio de concorrentes diretos, sem conseguir personalizar muito o seu negócio.

Por fim, você ainda pode optar por uma solução rápida e com ótimo custo-benefício, como encontrar uma das Franquias de Loja Virtual, o qual, além de montar um e-commerce de sucesso para você, ainda poderá ajudar com diversos outros recursos, como produção de conteúdo e links patrocinado.

Tudo num único lugar!

 

loja virtual treinamento

 

Formas de pagamento

Se você deseja montar um e-commerce de sucesso e se tornar competitivo, outro elemento fundamental é permitir que seus clientes realizem compras de maneiras diversas, oferecendo várias formas de pagamento.

Além do tradicional cartão de crédito, em suas diversas bandeiras, há outras modalidades possíveis, como boleto bancário, depósito bancário, cartão de débito.

Basicamente, há 3 formas de se realizar pagamentos no e-commerce:

  • intermediários de pagamento: são aquelas empresas que intermediam o pagamento direcionando ao seu próprio portal, como o PayPal, o Moip, o PagSeguro, entre outros, esses são os mais recomendados para montar um e commerce menor;
  • gateways de pagamento: também são intermediados por uma empresa, mas possuem suas integrações para checkout na própria loja virtual;
  • integração direta: nesse caso, não há intermediador e você integra diretamente com a adquirente, como a Cielo e a Rede.

Organização do catálogo

Essa é uma fase muito importante porque é o momento de escolher os produtos que serão colocados em venda, dividindo-os por categorias.

Lembre-se de que os clientes devem encontrar com facilidade aquilo que procuram, e isso também reflete como consequência de um e-commerce de sucesso.

Não cometa o erro comum de principiantes empolgados que querem vender de tudo.

Para montar um e-commerce eficaz, insira somente os itens que você realmente conseguirá gerir. Enriqueça a descrição de cada produto com imagens de qualidade e um texto persuasivo.

Além disso, cada produto deve ser associado a um código que permite identificá-lo inequivocamente, para não cometer erros no momento da expedição.

Logística e estoque

Não se engane de achar que o seu trabalho acaba com a transação completa. Você só poderá relaxar quando o pedido chegar às mãos do seu cliente.

Isso se ele não solicitar reembolso ou substituição.

Muitos subestimam esta etapa, mas a escolha da transportadora correta é crucial para satisfazer seus clientes e fazê-los voltar a comprar de você.

Outro ponto importante é o seu estoque. Ele e a logística caminham juntos.

Há formas distintas de estoque, as quais variam em grau de investimento e complexidade.

Por exemplo: há a possibilidade de se ter um estoque próprio, e que pode ser único ou descentralizado (vários galpões espalhados por diversas regiões, facilitando o processo de logística).

Nesse caso, o investimento financeiro é alto e somente grandes empresas já consolidadas fazem uso desse modelo.

Para quem está começando e não possui grande quantia de capital para investir, há a possibilidade de se fazer dropshipping, modalidade em que você apenas vende e a responsabilidade de estoque e logística é toda do fornecedor.

O importante nesse ponto é saber quais são os riscos, qual a sua possibilidade de investimento e, acima de tudo, de que forma será feita a gestão.

Ela é quem ditará o fracasso ou o sucesso do seu negócio.

Veja o e-book “Venda mais organizando e compartilhando sua loja virtual”

Conteúdo e Marketing

O inbound marketing veio para ficar.

E se você ainda se prende à forma antiga de fazer marketing, não durará muito tempo no mercado.

Um dos principais elementos do novo marketing é a produção e distribuição de conteúdos informativos, para gerar tráfego e engajamento no seu público-alvo.

Mas não basta apenas produzir conteúdos em grandes quantidades para movimentar visitas ao seu site se esse tráfego não gerar conversão.

É necessário um conteúdo de alta qualidade.

Especialmente agora, num momento que as empresas estão percebendo esse valor e investindo cada vez mais no marketing de conteúdo, é preciso gerar qualidade diante de tanto conteúdo pobre que surge diariamente.

O conteúdo está diretamente relacionado ao funil de vendas do seu negócio, portanto, deve-se pensar nos diversos estágios de engajamento do seu possível cliente.

Veja mais no E-book “Crie sua Persona e aprenda sobre o Funil de Vendas com AIDA”

As principais ferramentas para divulgação de conteúdos para gerar engajamento são o blog e as mídias sociais. Por meio deles, você pode publicar artigos, e-books, vídeos, podcasts e o que mais for necessário para informar o seu público sobre aquilo que ele busca.

E-commerce de sucesso: dicas de otimização

 

e-commerce de sucesso

 

Ao montar um e commerce, você tem um único objetivo: vender. Todo o conteúdo das suas páginas deve focar para obter novos clientes e manter os recorrentes.

Em outras palavras, não basta gerar o tráfego, é preciso converter. Transformar um visitante em cliente. É isso que determina um e-commerce de sucesso.

Há três elementos que devem ser considerados para melhorar as vendas do seu negócio:

Confiança

As pessoas só compram de empresas nas quais confiam.

Se você está criando um negócio novo, que ninguém conhece, é preciso começar a construir essa confiança.

Comece pela criação das páginas Quem Somos e Contato, para apresentar a sua história e fornecer os detalhes de contato para se comunicar com você.

Além disso, vale a pena investir em certificações que atestam a qualidade do seu negócio (variam de acordo com o seu ramo de atuação) e também na certificação SSL do seu site.

Monte uma página no Facebook e gere engajamento, interaja com seus clientes, responda seus questionamentos e faça-os dar feedback.

Novos clientes costumam ler o que dizem aqueles que já compraram para ver se a empresa é confiável.

Usabilidade

O seu e-commerce deve ser fácil de usar.

Todas as informações devem ser posicionadas de modo a convidar o visitante a comprar (sem forçar a barra, afinal, persuasão é diferente de manipulação).

Coloque na sua vitrine os produtos que oferece e não se esqueça de destacar o preço e o botão de compra, com uma chamada para ação (call to action) que instigue o visitante a comprar.

Naturalmente, a usabilidade deve envolver todos os meios, inclusive os dispositivos móveis.

O mobile commerce vem crescendo exponencialmente e já representa grande fatia desse mercado.

Velocidade

Um dos fatores que mais causam abandono de um site é sua lentidão.

A maioria dos usuários abandonam um site se uma página demora muito para carregar, especialmente se o seu nicho possui muitos concorrentes, o que facilita o usuário a simplesmente partir para o próximo site.

Google Adwords e SEO: qual a importância e como utilizá-los

Quando se trata de marketing digital, a publicidade paga por meio do Google Adwords e a otimização orgânica dos motores de busca (SEO) são, sem dúvida, dois lados da mesma moeda.

No entanto, a maioria das empresas focam somente em um deles.

O ideal é saber utilizá-los em conjunto.

O Adwords é uma plataforma publicitária do Google. Trata-se de um instrumento que permite a promoção de websites por meio do posicionamento pago, isto é, não orgânico.

O SEO (Search Engine Optimization), por outro lado, é o conjunto de técnicas que permitem a um site ser posicionado e ranqueado no Google de forma orgânica, gratuita.

Para um e-commerce, é fundamental estar posicionado na primeira página do Google para determinada palavra-chave.

A concorrência nesse mercado é grande e você precisa aparecer para o seu possível cliente. Por isso, mais que um e outro, o ideal é combinar as duas ferramentas para o melhor desempenho possível do seu e-commerce.

Ainda com dúvida? Veja então no E-book “Vale a pena Investir em Marketing Digital”

Confira 4 maneiras em que o Adwords e o SEO podem trabalhar juntos de modo a gerar melhores resultados para o seu e-commerce:

Oportunidades de SEO com dados do Adwords

Há várias maneiras em que o Adwords pode dar suporte ao SEO e isso deve ser explorado de forma a integrar a pesquisa paga com as estratégias orgânicas do SEO.

Algumas formas de fazer isso:

Compartilhamento de dados da palavra-chave

Você pode usar os relatórios de termos de pesquisa do Google Adwords para identificar quais palavras-chave devem ser priorizadas ao gerar conteúdo direcionado ao usuário.

Isso é especialmente útil ao escrever as descrições dos produtos ou as páginas sobre as marcas.

O relatório de termos de pesquisa permite que, ao fazer SEO, você reconheça quais termos são tendência, podendo adaptar o conteúdo da página para esses termos.

Escolha certo suas palavra-chave.

Veja dicas neste vídeo:

 

Use o recurso de palavra-chave negativa

Ao lado da opção “termos de pesquisa” do Google Adwords, você pode e deve utilizar as palavras-chave negativas, ou seja, quais palavras você não quer que apareçam para o usuário.

Parece complicado, mas veja as dicas neste vídeo:

 

Remarketing

É possível usar o remarketing do Adwords para dar suporte aos conteúdos produzidos sob as circunstâncias de SEO.

Você já pesquisou sobre um calçado e depois em todos os sites que você entra aparece uma propaganda exatamente daquele calçado? Isso é remarketing.

Sitelinks

Também podem ser implementados sitelinks nas campanhas do Google Adwords para dar suporte aos artigos de blog, por exemplo.

Esse método pode gerar mais visitas ao blog e ampliar o alcance do público.

Sitelinks são links que você configura e automaticamente são exibidos pelo algoritmo do Google, eles aparecem logo abaixo do link principal de um resultado de pesquisa.

Por exemplo, quando você faz uma busca por uma palavra-chave genérica (que não é tão específica), esses links podem aparecer logo abaixo do resultado principal com sugestões relacionadas.

Ele também possibilitam aumentar a taxa média de cliques e de interação com os anúncios, aumentando as probabilidades de gerar mais vendas.

Copy

Com o Adwords, é possível descobrir qual copy está funcionando melhor e usar esses dados para melhorar o SEO e o conteúdo.

Pode-se melhorar as propostas únicas de vendas (PUV) e as chamadas para ação (CTA) para aumentar as taxas de conversão.

Uma copy é um texto persuasivo cuja intenção é convencer o leitor a tomar uma ação predeterminada por você. Esse tipo de texto é feito por um profissional especializado chamado copywriter.

A copy pode ser uma carta de vendas, um e-mail, um artigo, um anúncio, a descrição de um produto, enfim, qualquer texto que induza o leitor a uma ação.

Oportunidades do Adwords com dados de SEO

Se é possível usar dados do Adwords para melhorar o SEO, o inverso também funciona. Veja algumas formas de fazer isso:

Quando o orçamento está apertado

Os custos com Adwords podem não ser muito baratos para quem tem um orçamento curto.

Assim, o SEO se torna uma boa estratégia para direcionar os esforços para determinada palavra-chave, especialmente se ela tem potencial para gerar grande volume de tráfego.

Naturalmente, os resultados levarão mais tempo para serem atingidos, mas é uma solução eficaz e com custos menores para ganhar ranqueamento, bem como analisar os termos de pesquisa que funcionam melhor para validar tráfego e conversão.

Índice de qualidade

O Google Adwords faz uma aproximação acerca da qualidade dos seus anúncios, das palavras-chave e das páginas de destino. Quando maior a qualidade de um anúncio, maior a probabilidade de ele custar menos e ficar mais bem posicionado.

Adicionar conteúdo otimizado para SEO às suas landing pages pode ajudar a melhorar esse índice de qualidade das suas palavras-chave, melhorando a classificação do anúncio, reduzindo o custo por clique.

Mas não se esqueça de que o conteúdo deve ser relevante para aumentar a conversão (transformar um visitante em cliente) e a taxa de envolvimento (a proporção entre o volume total de pessoas alcançadas pelo conteúdo e a quantidade dessas pessoas que, de fato, interagiram com ele).

Use dados orgânicos para planejar sua estratégia do Adwords

Analise as tendências do tráfego orgânico (aquele gerado pelas técnicas de SEO, ou seja, otimizado manualmente, e não pago) e use esses dados para planejar seus gastos com Adwords.

Por exemplo, se o pico máximo do tráfego orgânico é no fim de semana, mas seu gasto com anúncio pago não está refletindo esse fato, então pode ser uma boa ideia começar a jogar os anúncios mais para o fim de semana para ver se isso melhora o desempenho.

Considerações de cross channel para buscas orgânicas e pagas

Fazer cross channel é, basicamente, usar um canal de marketing para promover um segundo canal, ou seja, marketing entre canais.

Muitas pessoas desconsideram o impacto de forças externas em suas campanhas.

Mas alguns fatores devem ser acompanhados, como:

Tempo de inatividade do site

Problemas no site não afetarão somente o SEO, mas também custarão um bocado de dinheiro de suas campanhas do Adwords.

Se um site se torna ocioso, as campanhas pagas devem ser pausadas.

Problemas frequentes no site ocasionarão um efeito no desempenho de SEO e podem diminuir o ranqueamento de palavras-chave.

Certifique-se de que tanto sua gestão do Adwords quanto o SEO do seu e-commerce estejam trabalhando em conjunto para reduzir o tempo de inatividade do seu site e otimizar suas campanhas.

Pesquisa de concorrência

Os seus competidores podem ser diferentes entre o SEO e o Adwords.

Porém, é importante que um concorrente do Adwords seja também considerado um concorrente de SEO, pois existe a possibilidade de realmente isso acontecer em algum momento.

O Adwords oferece vários dados para identificar nova concorrência ou alertar quando certos concorrentes estão se tornando mais difíceis de se enfrentar.

Estratégia combinada para dominar o SERP

Combinar ambas as estratégias, de Adwords e de SEO, permitirá um aumento na exposição do seu site e, consequentemente, a dominação da SERP (search engine results page), A SERP é a página do Google que aparece quando você realiza uma pesquisa, mostrando os resultados da sua busca.

Isso ocasionará um aumento no tráfego global.

Migração de site

Talvez, um dos momentos mais importantes para se trabalhar SEO e Adwords em conjunto seja na migração do seu e-commerce.

Teste A/B no Adwords

Realizar testes A/B é fundamental para você possa analisar e comparar qual formato ― site, página, copy, anúncio, etc ― está funcionado melhor entre duas opções do mesmo conteúdo.

Documentos de mapeamento de URL

Os documentos de mapeamento de URL auxiliarão o Adwords ao alterar os URLs nas campanhas.

Ranqueamento de palavras-chave

Ranqueamento orgânico de palavras-chave pode flutuar após a migração.

Aumente o orçamento do Adwords e coloque palavras-chave que estejam sofrendo organicamente.

Enfim, faça o Adwords e o SEO trabalharem juntos e você verá os benefícios de uma abordagem colaborativa.

Usando a mesma linguagem, conversando com o mesmo público-alvo e se comunicando constantemente sobre questões como palavras-chave, conteúdo e até o tempo de inatividade do site, você conseguirá montar um e-commerce de sucesso, que atrairá tráfego e aumentará suas taxas de conversão.

6 erros iniciais que você deve evitar

Nem tudo são flores ao montar um e-commerce. Muitos iniciantes cometem erros que podem matar o seu negócio antes mesmo de estar totalmente pronto.

Confira os principais erros que você precisa evitar e ter um e-commerce de sucesso:

Descrição pobre dos produtos

Esse erro é bastante comum em muitos tipos de e-commerce.

Inserir um produto sem uma descrição abrangente corta pela raiz a esperança de indexação nos motores de busca.

Para evitar esse erro, você deve concentrar seus esforços na criação de conteúdo de qualidade e único, sem copiá-lo de outros portais.

Também não podem ser muito curtos, nem muito longos.

O tamanho ideal é aquele que consiga descrever o produto de forma objetiva e persuasiva.

Uso da descrição própria dos fabricantes

Não há nada mais errado que usar a descrição dos próprios fabricantes do produto em um site de e-commerce: o risco que você corre é de o Google não indexar a página ou removê-la definitivamente dos resultados de busca.

Você deve se lembrar de que o Google não tolera cópias ou que o mesmo conteúdo esteja presente em diferentes locais.

Isso ocasiona a penalização dos envolvidos.

Falta de avaliação dos produtos

É fato que a maioria das pessoas procura por avaliações e críticas feitas por outros usuários antes de comprar um produto pela internet.

Muitas vezes, se não encontram as avaliações prévias, desistem de fazer a compra.

A vantagem de ter avaliações dos produtos reside no fato de que os usuários acabam gerando conteúdo gratuito e sem esforço para o seu e-commerce, mantendo a página do produto atualizada.

Otimização de produtos não requisitados pelo mercado

Outro erro comum é o de colocar a venda em um e-commerce enorme gama de produtos que não são requeridos pelo mercado.

Por isso, é importante encontrar as palavras-chave que possuem um discreto número de resultados nos motores de busca.

Títulos não exclusivos

É comum que em uma loja online existam diferentes produtos de uma mesma marca. Assim, o risco é você repetir várias vezes a mesma palavra-chave.

Da mesma forma que se deve produzir um conteúdo único, tenha sempre em foco uma palavra-chave exclusiva para cada conteúdo e descrição.

Falta de URLs únicas

Do mesmo modo que para o endereço de cada página, pode haver problemas no caso em que se cria uma URL que não seja exclusiva, como um endereço anônimo, abreviado ou ainda na forma de códigos.

Tanto o cliente quanto o Google precisam de uma URL clara e amigável. Preferencialmente, que nela contenha a palavra-chave para aquele conteúdo.

Ao longo do artigo, você conferiu o passo a passo para montar um e-commerce de sucesso. Mostramos, também, a importância de realizar uma ação conjunta do Adwords com as técnicas de SEO para o melhor desempenho de indexação do seu e-commerce.

Para montar um e commerce, você deve ter sempre em mente o foco do seu objetivo e estar ciente das dificuldades que enfrentará.

No fim, se o processo for realizado com destreza, terá valido muito a pena todo o esforço e investimento.

Venha conhecer de perto todas as soluções que as Franquias de Loja VIrtual tem para o seu negócio: assine a newsletter e mantenha-se informado com as principais atualizações do mercado!

Se você precisar de ajuda para montar um e-commerce de sucesso, ou simplesmente se desejar fazer o seu negócio crescer, fique à vontade para falar conosco.

Lembre-se que a missão das Franquias de Loja Virtual é juntos conectar pessoas ao seu negócio por meio da internet!

Palestrante e pós graduado em tecnologia, vem empreendendo há 20 anos em diversos segmentos do mercado, atualmente participa como voluntário do ITFB e ICM, é conselheiro da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

[email protected]

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.