Indicadores Financeiros

Indicadores Financeiros

Por Enéas Mansur Junior. Postado em 27/02/2018. Última atualização em 08/05/2019.

Tempo estimado de leitura: 70 minutos.

Por diversos motivos o brasileiro tem buscado empreender, e para um empreendimento dar certo é preciso ter o controle de todos os pontos do negócio.

Muitos empresários não dão a devida importância a sua área financeira, e isso precisa mudar. Uma gestão financeira adequada e os indicadores financeiros corretos traz segurança para o seus investimentos.

Já falei anteriormente sobre os Ciclos Operacional, Financeiro e Econômico,e agora é hora de falar sobre os indicadores financeiros, eles possibilitam uma análise integrada, mostrando o comportamento da performance geral da Empresa.

CONTINUAR LENDO

Antes de analisar os indicadores financeiros

É de suma importância que, para esta análise, o leitor se imagine em sua empresa e que, o sistema de gestão empresarial, está lhe fornecendo tais informações diariamente.

Isso ajudará na dinâmica proposta, e é claro qualquer dúvida fale conosco!

Em sua previsão de planejamento operacional, a Empresa estipulou as seguintes metas:

Discriminação Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 Mês 5 Mês 6
Estoque MP/Insumos 2.358.754 2.504.277 2.658.778 2.822.811 2.996.964 3.181.861
Estoque Produtos Acabados 4.547.738 4.988.720 6.367.749 5.987.251 6.551.549 7.164.188
Contas a Pagar 3.001.349 3.272.452 3.568.043 3.890.334 4.241.736 4.624.879
Contas a Receber 2.919.466 3.105.906 3.304.252 3.515.265 3.739.753 3.978.577
Faturamento 1.940.392 2.128.069 2.333.898 2.559.635 2.807.206 3.078.722

** Dados aleatórios usados somente para exemplificar.

Agora, peguemos o Faturamento como base, e vamos estabelecer a relação do demais itens com ele.

Discriminação Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 Mês 5 Mês 6
Estoque MP/Insumos 1,22 1,18 1,14 1,10 1,07 1,03
Estoque Produtos Acabados 2,34 2,34 2,73 2,34 2,33 2,33
Contas a Pagar 1,55 1,54 1,53 1,52 1,51 1,50
Contas a Receber 1,50 1,46 1,42 1,37 1,33 1,29
Faturamento 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00

Dividimos cada item pelo Faturamento em seus respectivos meses.

Assim, temos que, no Mês 1, o Estoque de MP/Insumos representa 1,22 do Faturamento.

No Mês 2, a mesma relação é de 1,18 e assim, sucessivamente.

Está claro que o Faturamento será sempre 1,00 porque o tomamos como base.

Logo, estas são as relações de cada item com o Faturamento dentro do planejamento que a Empresa estabeleceu.

Aqui, estamos entendendo que, na elaboração de seu planejamento, a empresa levou-se em consideração as questões de custos, lucro, investimentos, ponto de equilíbrio, etc.

E que, estas metas representam a melhor combinação para a Empresa atingir seus objetivos estratégicos.

Passado o primeiro mês, a Empresa apresentou os seguintes resultados:

Discriminação Mês 1
Estoque MP/Insumos 2.133.234
Estoque Produtos Acabados 4.403.200
Contas a Pagar 3.133.690
Contas a Receber 3.060.133
Faturamento 2.190.490

Calculando a relação com o Faturamento temos:

Discriminação Mês 1
Estoque MP/Insumos 0,97
Estoque Produtos Acabados 2,01
Contas a Pagar 1,43
Contas a Receber 1,40
Faturamento 1,00

Comparando a Previsão com o Realizado do Mês 1:

Discriminação Prev Real
Estoque MP/Insumos 1,22 0,97
Estoque Produtos Acabados 2,34 2,01
Contas a Pagar 1,55 1,43
Contas a Receber 1,50 1,40
Faturamento 1,00 1,00

Comparando a Previsão com o Realizado do Mês 1 em valores:

Discriminação Prev Real Var %
Estoque MP/Insumos 2.358.754 2.133.234 -9,56%
Estoque Produtos Acabados 4.547.738 4.403.200 -3,18%
Contas a Pagar 3.001.349 3.133.690 4,41%
Contas a Receber 2.919.466 3.060.133 4,82%
Faturamento 1.940.392 2.190.490 12,89%

Primeiramente, queremos ressaltar que, para a utilização dos Indicadores do Ciclo Financeiro, como ferramenta de gestão, é imprescindível que a empresa possua um sistema de gestão que lhe dê tais informações diariamente objetivando termos uma análise pró ativa e não reativa.

1. Estoque de MP/Insumos

A previsão era de que ele correspondesse a 1,22 do Faturamento.

Na realidade, representou 0,97 o que significa que o Estoque de MP/Insumos baixou.

Se considerarmos que na previsão elaborada estamos considerando o estoque de segurança, essa diminuição pode ser prejudicial pois, está abaixo do estoque de segurança.

Isso, mesmo considerando que o Faturamento aumentou.

2. Estoque de Produtos Acabados

Sua relação com o Faturamento era de 2,34 e passou para 2,01, ou seja, o Estoque diminuiu.

Tendo o mesmo raciocínio anterior, em relação a estoque de segurança e, neste caso, de Produtos Acabados, isso pode ser prejudicial em caso, por exemplo, de quebra de máquinas usadas na produção, em atraso/falta de matéria prima/insumos, etc.

Geralmente o estoque de segurança de Produtos Acabados, considera um volume, por exemplo, para 2 (dois) meses. Se, alguma paralisação ocorrer na produção, a Empresa tem 2 (dois) meses de vendas e, consequentemente, os mesmos dois meses para solucionar o problema ocorrido.

3. Contas a Pagar

Da relação de 1,55 prevista foi para 1,43 do Faturamento. Isso significa que o Contas a Pagar aumentou o que é prejudicial.

A(s) razão(ões) do aumento devem ser apuradas com urgência.

Será que a empresa deixou de pagar alguns compromissos?

4. Contas a Receber

A previsão era uma relação de 1,50 para o Faturamento.

No realizado a relação foi de 1,40.

O que significa isso?

Se a relação diminuiu, o montante do Contas a Receber aumentou.

Por um lado, pode ser bom, mas por outro não. Isso no caso de alguns clientes terem deixado do pagar suas duplicatas, ou seja, a inadimplência aumentou. Neste caso, ação imediata.

Ressaltamos que, aqui estamos analisando valores já realizados onde nenhuma ação pode ser tomada para correção.

Assim, enfatizamos a importância de um sistema informatizado que forneça tais indicadores diariamente para que a empresa tenha condições de agir pró ativamente, analisando seus indicadores financeiros.

Passado o segundo mês, a Empresa apresentou os seguintes resultados:

Discriminação Mês 2
Estoque MP/Insumos 2.761.900
Estoque Produtos Acabados 5.108.600
Contas a Pagar 3.413.500
Contas a Receber 2.833.900
Faturamento 1.969.954

Calculando a relação com o Faturamento temos:

Discriminação Mês 2
Estoque MP/Insumos 1,40
Estoque Produtos Acabados 2,59
Contas a Pagar 1,73
Contas a Receber 1,44
Faturamento 1,00

Comparando a Previsão com o Realizado do Mês 2:

Discriminação Prev Real
Estoque MP/Insumos 1,18 1,40
Estoque Produtos Acabados 2,34 2,59
Contas a Pagar 1,54 1,73
Contas a Receber 1,46 1,44
Faturamento 1,00 1,00

Comparando a Previsão com o Realizado do Mês 2 em valores:

Discriminação Prev Real Var %
Estoque MP/Insumos 2.504.277 2.761.900 10,29%
Estoque Produtos Acabados 4.988.720 5.108.600 2,40%
Contas a Pagar 3.272.452 3.413.500 4,31%
Contas a Receber 3.105.906 2.833.900 -8,76%
Faturamento 2.128.069 1.969.954 -7,43%

Uma análise final nos indicadores financeiros

1. Estoque de MP/Insumos

A previsão era de que ele correspondesse a 1,18 do Faturamento.

Na realidade, representou 1,40 o que significa que o Estoque de MP/Insumos aumentou.

Se considerarmos que na previsão elaborada estamos considerando o estoque de segurança, esse aumento pode ser prejudicial pois, está acima do estoque de segurança.

Significa que a empresa comprou e não utilizou toda a compra na produção.

2. Estoque de Produtos Acabados

Sua relação com o Faturamento era de 2,34 e passou para 2,59, ou seja, o Estoque aumentou.

A Empresa produziu e não vendeu toda a produção prevista.

O Estoque em excesso aumenta os custos da Empresa o que é ruim.

Se temos um sistema de gestão que nos forneça tais indicadores diariamente, ao percebemos que o Estoque está aumentando, poderemos tomar medidas corretivas (pró atividade).

3. Contas a Pagar

Da relação de 1,54 prevista foi para 1,73 do Faturamento.

Isso significa que o Contas a Pagar aumentou o que é prejudicial.

A(s) razão(ões) do aumento devem ser apuradas com urgência.

Será que a empresa deixou de pagar alguns compromissos?

4. Contas a Receber

A previsão era uma relação de 1,46 para o Faturamento.

No realizado a relação foi de 1,44. Significando uma diminuição na carteira.

Isso é reflexo do baixo faturamento o que é prejudicial.

A análise pode ser feita com base nas condições de faturamento da empresa. Se a diminuição é na categoria de 30 dias, por exemplo, isso é muito preocupante.

Mais uma vez enfatizamos que, esta análise é simples e tem seu cunho didático. Na realidade ela é um pouco mais complexa visto que, os indicadores se inter-relacionam e são dinâmicos.

Gostou deste artigo? Então acompanhe nosso trabalho nas redes sociais e confira muitos outros conteúdos exclusivos: estamos no Facebook, no LinkedIn, no Google+ ou no YouTube!

A missão das Franquias de Sucesso Liguesite é qualificarmos os empreendedores das nossas franquias para que ofereçam as melhores soluções digitais do mercado, fazendo com que produtos, serviços e marcas sejam encontradas por quem as procura.

Se você precisar de ajuda para escolher a melhor franquia para investir, ou simplesmente deseja abrir o seu próprio negócio, para ter mais segurança, liberdade e crescer, fique à vontade para falar conosco.

Somos conectados e conectamos pessoas, via internet.

Seja estratégico, conecte-se.

Economista, formado pela FAE. Consultor de Empresas na área de gestão empresarial. Atuando há mais de 30 anos em pequenas, médias e grandes empresas.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

[email protected]

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.