Quanto custa criar um site profissional?

Quanto custa criar um site profissional?

Por Artigo de Wallace Castro. Postado em 28/12/2017. Última atualização em 17/05/2018.

Tempo estimado de leitura: 20 minutos.

Ter presença online deixou de ser apenas um diferencial competitivo e tornou-se uma verdadeira necessidade, já que é essencial ter um site profissional independentemente do segmento do seu negócio.

O tamanho da empresa também não é um impeditivo para investir em tecnologia. O cliente está de olho nas companhias que marcam presença online. Afinal, o mundo está cada vez mais conectado, seja por computadores domésticos ou por dispositivos móveis.

Esse novo cenário demanda posturas inovadoras por parte das empresas, principalmente para alinhar sua atuação às tendências do mercado. Nesse contexto, a criação de site profissional é, de longe, uma das medidas mais estratégicas para negócios que desejam manter-se atrativos ao público e com uma proposta inovadora.

Contudo, muitas dúvidas costumam surgir quando o assunto é a criação de um site próprio. Questões relacionadas a valores, metodologias e outros pontos técnicos podem causar dores de cabeça e gerar incertezas nos gestores.

Por isso, pensando em ajudá-lo, neste post nós exploraremos mais o assunto, apresentando algumas informações valiosas para quem está pensando em colocar a sua empresa no mundo virtual por meio de um site.

Continue a leitura e confira quanto custa criar um site profissional!

CONTINUAR LENDO

Por que apostar na web?

Em razão do fenômeno da virtualização dos serviços, cada vez mais empresas buscam garantir a sua presença online por meio de um site próprio. Porém, engana-se quem acredita que essa é a única vantagem que uma página exclusiva pode oferecer.

Na realidade, existem muitos outros pontos e benefícios importantes trazidos pela criação de site. Acompanhe:

Divulgação e marketing

Uma página voltada para o seu público, com a sua marca e a sua identidade são, sem dúvida, reforços valiosos para o fortalecimento da presença digital da empresa. Por meio desse espaço na web, o seu negócio pode disponibilizar serviços, conteúdos e o que mais for de interesse do seu público.

Associado a boas práticas de SEO, um site pode ser o canal ideal para o marketing de conteúdo, por exemplo, o qual servirá como um reforço para que o seu negócio ocupe as primeiras posições nas buscas do Google e seja uma referência naquilo que faz.

Mais dicas de como aparecer no Google!

Expansão dos negócios

Outro ponto de destaque da criação de um site próprio é a possibilidade de expandir a atuação do negócio. As vendas online, por exemplo, já representam uma parcela considerável do mercado. Muitas das empresas não nasceram digitais, mas adaptaram-se ao modelo e melhoraram seus resultados ao expandir para esse mercado.

Esse pode ser um caminho interessante para pequenos negócios que ensaiam algumas inovações e pensam em ofertar serviços e/ou produtos em conformidade com os padrões e hábitos de consumo modernos.

Vale pesquisar sobre as opções para adentrar o ramo das vendas online. É possível lançar seus produtos nos shoppings virtuais, os chamados marketplaces, ou até inaugurar sua loja própria na rede. A decisão por um modelo deve vir após uma ponderação sobre as necessidades da empresa.

Maior interação com o cliente

A busca por mais comodidade, confiabilidade e agilidade na solução das necessidades do consumidor demandam soluções integradas, comunicação eficiente e diversificação dos canais de interação com o público. Nesse ponto, apostar na criação de site pode fazer toda a diferença.

Além de disponibilizar um meio mais acessível para que o cliente faça contato com a empresa, uma página na web pode ser um reforço interessante na satisfação do cliente — pois oferecerá serviços diferenciados, mais segurança e mais agilidade, além de preços mais atraentes.

Tudo isso aumenta a identificação do público com a empresa e melhora a relação empresa/cliente, de modo a aumentar a performance do negócio.

Adequação às tendências­

O cliente moderno consome de maneira diferente. Com a possibilidade de descobrir lojas, comparar preços e consultar a popularidade de uma marca utilizando apenas o smartphone ou o computador, o comprador está bem mais criterioso.

É importante saber que, diante das vastas opções oferecidas pela internet, o consumidor só comprará da marca com a qual desenvolve uma relação afetiva.

Por meio do site, a empresa pode divulgar conteúdos relevantes para sua clientela, estreitando o laço com o comprador. Em vez de preocupar-se apenas em realizar vendas, o gestor deve transformar sua página na web em um canal de comunicação direta com o consumidor. Esse é o marketing do futuro!

Consegue perceber que não é apenas o preço que você deve analisar para calcular quanto custa criar um site profissional? Mas vejamos alguns custos.

Quais são os custos envolvidos na criação de site?

Em razão da popularização da internet, criar um site atualmente não é nenhum desafio sobre-humano. Há uma infinidade de ferramentas e profissionais capazes de auxiliar sua pequena empresa nesse processo.

No entanto, vale mencionar alguns pontos de atenção na hora da criação do seu site, pois existem elementos indispensáveis e que só estarão presentes quando a etapa de criação for feita de forma profissional. A exemplo:

Design inteligente

A criação profissional de um site envolve, além da parte técnica, a parte visual — ou seja, o design da página. Esse é um fator altamente relevante, pois está intimamente ligado à imagem que a empresa pretende passar para o seu público.

Sites profissionais trabalham com um equilíbrio entre design atraente e usabilidade, o que significa que a experiência de quem navega será complementada pelo layout da página.

Nesse quesito, a utilização das cores, botões, imagens e textos é totalmente alinhada à proposta da empresa, de modo a compor um ambiente virtual agradável, de fácil navegação e que transmita todo o profissionalismo do negócio.

Hospedagem eficiente

hospedagem do site também figura entre os elementos essenciais para uma boa experiência do usuário, pois é quem garante a disponibilidade em tempo integral e, sobretudo, a qualidade do acesso. Assim, hospedar seu site em servidores inadequados pode comprometer significativamente a navegabilidade da página.

Um servidor de má qualidade ainda está sujeito à instabilidade, podendo deixar seu site fora do ar — o que prejudica as vendas e a interação com o consumidor. Dessa maneira, de nada adianta ter um site bonito, mas que demora carregar, apresenta erros e cai constantemente.

Quanto custa criar um site profissional?

Essa é uma das dúvidas mais recorrentes quando o assunto é criação de sites. Por isso, agora desvendaremos alguns mitos para tentar achar o ponto de equilíbrio dos custos de criação de uma página própria. Veja!

Os custos são variáveis

Primeiramente, para responder quanto custa criar um site profissional é preciso ter em mente que os custos de criação de um site podem variar bastante. Na realidade, tudo dependerá da necessidade da empresa quanto às funcionalidades disponibilizadas.

Se a sua empresa necessita de uma página apenas para divulgar a marca, ser encontrada pelo consumidor ou mantê-lo informado sobre as novidades do seu blog, por exemplo, o custo de criação pode sair bem mais em conta, variando de R$ 1.000 a R$ 4.000.

Por outro lado, se sua empresa precisa de uma página mais completa, capaz de gerenciar acessos, cadastrar clientes, integrar com as redes sociais, contar com diferentes abas e ferramentas, o custo pode oscilar entre R$ 4.000 e R$ 8.000. Se existe a necessidade servir como extensão para uma loja física, aí a história muda bastante.

Sites com essas funcionalidades (e-commerces) podem tornar-se mais onerosos, já que demandam uma programação mais robusta, integrando plataformas de processamento de cartões e de estoques, por exemplo — e lidam com uma quantidade muito maior de informações. Em média, esse tipo de site varia de R$ 8.000 a R$ 10.000.

O site amador e o site profissional

Um site profissional pode ter um custo significativo, levando gestores a pensar na possibilidade de criar sua própria página na web. No entanto, será que vale a pena colocar no ar um site amador?

Criar uma webpage ficou, de fato, mais fácil após a popularização da internet residencial. Há plataformas desenvolvidas especialmente para a montagem de sites: podemos citar o Blogspot, o Wix e o próprio Wordpress, todos populares no Brasil.

Nesse tipo de plataforma, o desenvolvedor conta com templates pré-formatados e ferramentas de edição limitadas para modificar o layout do site. A vantagem é que mesmo quem tem pouca ou nenhuma experiência no desenvolvimento de sites consegue, sem esforço, fazer a criação.

No entanto, apesar da facilidade em construir a página, as opções de personalização são poucas. As fontes, os layouts, as configurações de usabilidade e a disposição das imagens são detalhes sujeitos à disponibilidade da plataforma.

Quando a empresa aposta na criação de site do zero, é possível imprimir a identidade visual da sua empresa em toda a webpage. Além disso, é possível otimizar a experiência do usuário configurando a usabilidade do site.

Dois pontos são essenciais para influenciar a satisfação do internauta ao navegar pela página da sua empresa: a aparência e a navegação. A primeira envolve o layout, o conteúdo, as imagens, as fotografias, os textos e toda a atração visual do site.

Quando falamos em navegação, nos referimos à velocidade de resposta, ao modelo dos menus e à disposição das informações. Se o site não é prático e o internauta demora a encontrar informações ou abrir novas páginas, é provável que ele fique desestimulado e abandone a navegação, reduzindo suas chances de convertê-lo em um cliente da loja.

Os modelos de site devem ser avaliados para saber quanto custa criar um site profissional

Ao colocar uma página no ar, vários aspectos precisam ser pensados para atrair os internautas e torná-los clientes da sua loja. Para começar, o gestor precisa optar por um tipo de site.

Os custos para colocar a webpage no ar poderão variar de acordo com o modelo escolhido. Como mencionamos, um site institucional custa mais barato. O blog tem custo mais significativo e o e-commerce é dos tipos mais caros. A escolha dependerá das necessidades da sua companhia.

É possível optar por uma página institucional, a mais comum entre as empresas que se embrenham no mundo digital. O site comporta, basicamente, informações sobre a empresa e sobre seus produtos, além de canais de contato.

A opção serve para corporações que querem marcar presença na rede, mas não têm muito conteúdo para compartilhar. Para as marcas que querem publicar atualizações e levar informação aos consumidores, a melhor opção é associar um blog ao site.

Ainda é possível apostar em um site one-page. Nele, todas as informações são carregadas na mesma página. Quando o usuário clica em um menu, isso faz rolar o site, em vez de abrir uma nova página.

O hotsite já é viável quando a empresa quer destacar uma novidade, como o próprio nome em inglês indica. O modelo serve para divulgar uma ação pontual: pesquisa de público, lançamentos de produtos, divulgações de eventos, cadastros de clientes em programas de fidelidade ou promoção dos estoques.

O que é melhor: fazer sozinho ou com um profissional?

Como dissemos, criar um site atualmente é uma tarefa simples, dada a quantidade de ferramentas — inclusive online — que podem auxiliar no projeto. Com um certo grau de liberdade, as plataformas de montagem como Wix e WordPress possibilitam a criação de uma página do zero, montando templates, layouts, botões e outros recursos.

Contudo, vale mencionar que atingir um bom resultado com a criação do seu site pode ser muito mais fácil com a contratação de um serviço especializado, como a Liguesite.

Assim, o processo de criação será totalmente personalizado e profissional, além de empregar as melhores metodologias, ferramentas e códigos para tornar o seu site único, em termos de qualidade, apresentação e SEO.

Reflexão: precisamos pensar não apenas em quanto custa criar um site profissional, mas quanto custa deixar de criar um site profissional?

Como o SEO fez uma empresa aumentar 1500% do seu faturamento

Afinal, criar um site não depende só de habilidades de personalização e de um bom design.

Para ter sucesso na web, é preciso colocar a página em evidência. Com a infinidade de resultados disponibilizada por buscadores como o Google, seu site precisa estar entre os primeiros resultados para conquistar a atenção do internauta.

O destaque depende de boas estratégias de SEO, que servirão para linkar sua webpage com a busca dos usuários. O bom uso de palavras-chave e a escaneabilidade são algumas das habilidades que o profissional da criação de site deve possuir.

Por fim, como vimos, existem diferentes aspectos a serem observados ao pensar em criar um site profissional. Os custos, na verdade, estão atrelados à necessidade do negócio. Por isso, antes de tudo, é preciso ter em mente qual será a real utilidade do website para a empresa.

Para calcular um orçamento que caiba no seu bolso, fale conosco e você verá por que somos uma das maiores agências de criação de sites do Brasil!

Gostou do post sobre quanto custa criar um site profissional? Quer aprender mais sobre a criação de sites? Leia também nossos artigos sobre a criação de sites!

A missão das Franquias de Sucesso é juntos conectar pessoas ao seu negócio por meio da internet!

Seja estratégico, conecte-se.

Aficionado por empreendedorismo, graduado em Tecnologia, Marketing e Economia, já geriu áreas comerciais de diversas empresas de tecnologia, participa como voluntário do ITFB e ICM, atualmente é o Diretor Comercial e Marketing da rede de Franquias Liguesite.

Liguesite

O blog Liguesite oferece conteúdo de marketing digital gratuito para empreendedores alcançarem resultados positivos em seus negócios com a internet. Nós queremos ajudar você e a sua empresa também!

Liguesite Matriz

ENDEREÇO

Rua Antonio Daniel Dalcuche Filho, 27
Curitiba
Paraná

 

ATENDIMENTO

(11) 4063-2828   |  (21) 4062-7834
(31) 4062-7934   |  (41) 4063-9808
(48) 4062-1878   |  (71) 4062-9878
(81) 4062-9802   |  (85) 4062-8442

sac@liguesite.com.br

© 2018 Liguesite. Todos os direitos reservados. Leia nossa Política de Privacidade.